Toronto, Canadá, 20 fev (Lusa) – Os prémios do concurso “Ser Português”, do Real Canadian Portuguese Historical Museum, que contou com 30 alunos lusodescendentes, foram hoje entregues em Toronto.

O concurso foi criado com o objetivo de incentivar os lusodescendentes, no Canadá, a terem orgulho em “Ser Português”, como hoje disse à agência Lusa um elemento da organização.

“Tivemos 30 participantes, concorrendo mais alunos do primeiro e segundo ciclos do Ensino Básico, enquanto, do ensino profissional e universitário, participaram apenas quatro estudantes”, disse a presidente do Real Canadian Portuguese Historical Museum, Suzy Soares.

O concurso ‘Ser Português’ decorreu até ao dia 31 de dezembro de 2015, foi dirigido a estudantes de três escalões, e teve hoje a sua cerimonia da entrega de prémios no museu de Toronto.

Segundo a organização, os jovens lusodescendentes que participaram no concurso têm “orgulho das suas raízes, em serem portugueses, o objetivo do concurso”.

Os trabalhos foram analisados por uma comissão nomeada pelo museu.

Isabel Domingos venceu o prémio destinado a estudantes universitários, dos 18 aos 22 anos, no valor de 500 dólares canadianos (cerca de 326 euros).

Mónica Gomes Gonçalves, Vitória Saraiva Ferreira e Raquel Araújo Lima, alunas da Escola Lusitânia de Toronto, venceram a categoria destinada a alunos do primeiro e segundo ciclos do Ensino Básico, dos oito aos 12 anos de idade, com um prémio de 200 dólares canadianos (perto de 131 euros).

“No fundo, [‘Ser Português’] é termos orgulho no país dos nossos pais, que também é o nosso, falarmos português em casa, gostarmos da cultura portuguesa e não termos vergonha de sermos portugueses”, explicou uma das vencedoras, Isabel Domingues, aluna de Tradução e Comunicação da Universidade de York, no norte de Toronto.

A estudante universitária salientou que o seu trabalho abordou as dificuldades que os pais tiveram na integração, no Canadá, através da língua, e no tempo que tiverem de esperar “para conseguirem emprego”.

SEYM // MAG – Lusa/fim
Partilhar