5 March 2021

Museu da Língua Portuguesa abre exposição em Paraty durante a FLIP

São Paulo, Brasil, 27 jul (Lusa) – O Museu da Língua Portuguesa inaugurou hoje uma exposição na 15.ª edição da Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), que acontece no litoral do estado brasileiro do Rio de Janeiro.

A principal atração do museu é uma instalação audiovisual que busca recriar a experiência da Praça da Língua, uma espécie de planetário do idioma português que homenageava a língua escrita, falada e cantada, num espetáculo de som e luz com participação de vários artistas.

Hugo Barreto, secretário-geral da Fundação Roberto Marinho, uma das instituições que apoiam o Museu da Língua Portuguesa e que também está envolvido diretamente no projeto de restauração do órgão, fechado desde dezembro de 2015 após um grande incêndio, contou à Lusa que é a primeira vez que o museu participa na FLIP.

“É a primeira vez que o museu vai levando um recorte do seu conteúdo para a FLIP. (…) Vamos levar um espetáculo audiovisual que rodava na Praça da Língua em uma versão ‘pocket’ [de bolso] que será exposto dentro da Casa de Cultura de Paraty”, disse.

O secretário-geral da Fundação Roberto Marinho contou que esta instalação apresentará imagens dentro de um cubo formado por quatro telas, onde as pessoas poderão entrar para ter uma experiência de imersão.

A exposição vai ter também fotos da restauração do prédio do museu.

Atualmente o Museu da Língua Portuguesa, que funcionava na estação da Luz, no centro da cidade de São Paulo, está fechado recebendo obras de restauro e, segundo Hugo Barreto, deve ser reaberto ao público no prazo de dois anos.

“O museu [da Língua Portuguesa] deve ser reinaugurado no primeiro semestre de 2019, por volta de maio e junho. No final de 2018, porém, já pretendemos ter o prédio restaurado”, concluiu.

Hugo Barreto mencionou ainda que a ideia de levar atividades do Museu da Língua Portuguesa à FLIP nasceu da parceria das instituições que gerem o museu com a EDP.

“A iniciativa também foi da EDP, que propôs a ação. A EDP é uma das parceiras que apoia a reconstrução do museu e nos propôs que pensássemos numa ação do ponto de vista da língua portuguesa dentro deste festival de literatura que tem o português como a sua língua oficial”, explicou.

Num comunicado à imprensa, Miguel Setas, presidente da EDP Brasil, destacou o patrocínio que a empresa dá ao Museu da Língua Portuguesa e à FLIP.

“A língua portuguesa é um património valioso que une Brasil e Portugal. É hoje a língua mais falada no hemisfério sul e uma das mais faladas no mundo. O sucesso de mais de 20 anos da EDP no Brasil está intimamente ligado a este património comum”, disse.

“Não hesitamos quando surgiu a oportunidade de nos tornarmos patrocinadores Máster da restauração do Museu da Língua Portuguesa. Agora, como patrocinadores da FLIP, continuamos apostando na valorização do nosso idioma comum e nas suas manifestações criativas e culturais”, completou o presidente da EDP Brasil.

Além da exposição, acontecem também rodas de conversa, oficina literária e apresentações artísticas dentro deu uma programação especial paralela a FLIP.

Todas as atividades do Museu da Língua Portuguesa durante o evento literário de Paraty serão realizadas na Casa de Cultura da cidade, são gratuitas e abertas ao público em geral.

A exposição continuará em cartaz no local até final de agosto.

A 15.ª edição FLIP acontece até o próximo domingo em Paraty.

CYR // TDI – Lusa/Fim

Festa literária de Paraty

Também poderá gostar

Sem comentários

ARTIGOS POPULARES