Segundo a instituição, a economia moçambicana deverá crescer 8, 4% em 2013, face aos 7, 5% registados em 2012.
Angola, o PALOP que mais cresceu em 2012 (8, 4%), deverá abrandar o ritmo para os 6, 2% este ano, voltando a subir para 7, 3% em 2014.
Já a Guiné-Bissau registou uma recessão de 1, 5% em 2012, muito devido ao golpe de Estado, devendo crescer 4, 2% em 2013 e 10, 2% em 2014, ano em que, prevê-se, será o melhor entre os PALOP no que toca ao crescimento económico.
Quanto a Cabo Verde, o FMI prevê um abrandamento do crescimento do PIB de 4, 3% para 4, 1% em 2013. já em 2014, o crescimento será de 4, 5%.
São Tomé e Príncipe verá o PIB subir de 4% em 2012 para 6% este ano e para 6% em 2014.
O FMI prevê uma «modesta aceleração» do crescimento económico da África subsariana para 5, 5%.

Fonte: A  Bola

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar