Macau, China, 08 abr (Lusa) – O Gabinete de Apoio ao Ensino Superior (GAES) de Macau vai dispor de um fundo de 2, 5 milhões de patacas (275 mil euros) para financiar projetos de instituições de ensino superior que promovam a língua portuguesa.

O orçamento foi revelado hoje pelo coordenador do GAES, Sou Chio Fai, à margem da Conferência Internacional sobre Ensino e Aprendizagem de Português como Língua Estrangeira, que decorre na Universidade de Macau entre hoje e sábado.

O âmbito do financiamento abrange projetos de investigações científicas, fóruns ou seminários, realizados, em conjunto, entre instituições de ensino superior de Macau, interior da China, região Ásia-Pacífico e países de língua portuguesa; projetos de formação e de intercâmbio ou versando a publicação de obras académicas ou o estudo e a compilação de materiais didáticos.

Sou Chio Fai explicou que o valor “não é muito grande”, porque trata-se de um “projeto-piloto” delineado para “incentivar a colaboração entre universidades e institutos de Macau, China e dos países lusófonos na promoção da língua portuguesa”.

O período de candidaturas ao projeto, para os estabelecimentos de ensino superior de Macau, decorre este mês.

Em comunicado, publicado na semana passada, o GAES indicou que o projeto de financiamento especial foi bem-recebido pelas seis instituições que integram o grupo de trabalho sobre formação dos quadros bilingues qualificados nas línguas chinesa e portuguesa.

Transformar Macau num centro de formação de língua portuguesa na região da Ásia-Pacífico figura como uma das traves-mestras das Linhas de Ação Governativa (LAG) do Governo da região.

DM // VM – Lusa/Fim
Partilhar