Lisboa, 19 mai (Lusa) — Língua e cultura semelhante foi determinante para a internacionalização da Galp em Espanha, tendo em 10 anos quadruplicado o volume de negócios, disse hoje um administrador da empresa, durante um fórum sobre economia das línguas ibéricas.
O responsável da empresa petrolífera portuguesa foi um dos oradores do fórum Economia das Línguas Portuguesa e Espanhola que decorre durante o dia de hoje no Instituto Camões.
Na sua intervenção João Pedro Brito explicou de que forma decorreu o processo de internacionalização da empresa Galp e de que forma é que o conhecimento da língua portuguesa e espanhola foram determinantes.

 

FONTE: Visão

Partilhar