Acaba de ser publicada na Sérvia a tradução de A vida nas palavras de Inês Tavares, de Alice Vieira, pela prestigiada editora infanto-juvenil Kreativni Centarhttp://www.kreativnicentar.rs/ .

 

Esta é apenas a primeira de um conjunto de mais de duas dezenas de traduções de autores portugueses que serão publicadas até Outubro próximo, com o apoio da DGLB, para a Feira do Livro de Belgrado. Esta Feira terá como tema, em 2011, a língua portuguesa.

A DGLB criou um programa de apoio à tradução especial para a Feira que, através de prazos específicos de candidatura e de confirmação dos apoios, permitiu às editoras sérvias e aos tradutores programarem a sua actividade num curto espaço de tempo. É de destacar o entusiasmo com que editores e tradutores sérvios aderiram a este desafio, e o importante investimento da DGLB, que apoiou a tradução de 22 obras. Algumas das obras são antologias e envolvem vários autores. No seu conjunto, irão certamente contribuir para o sucesso desta presença.

Kreativni Centar, que já tinha publicado em 2009 Bom dia camaradas, de Ondjaki, vai ainda assegurar até Outubro a edição de Os livros que devoraram o meu pai, de Afonso Cruz, e Para maiores de dezasseis, de Ana Saldanha. São também traduzidas obras de Sophia de Mello Breyner, Lídia Jorge, Dulce Maria Cardoso, Almeida Faria, Pedro Rosa Mendes, Rui Zink, Gonçalo M. Tavares, Mário de Carvalho, João Tordo, Filipa Melo, Álvaro Guerra, Herberto Helder e Fernando Pessoa, entre outros, a publicar por diferentes editoras, tais como Clio, Booka, Albatros, Arhipelag, Laguna, Geopoetika, Paideia, Profil, Derreta, Treci Trg, etc.

É a primeira vez que uma língua, e não um único país, está em destaque na Feira do Livro de Belgrado, seguramente a mais importante da região. A iniciativa partiu das Embaixadas de Angola, Brasil e Portugal, que em Outubro passado aceitaram o convite da organização da feira. A presença de Portugal é assegurada pelo Instituto Camões, através do Centro de Língua Portuguesa em Belgrado.

Não é a primeira vez que a DGLB e o Instituto Camões se associam numa representação internacional. Em 2006, por exemplo, Portugal foi país convidado na Feira do Livro de Turim, e a representação portuguesa feita pelas duas instituições foi amplamente elogiada pela organização da Feira e pelas entidades italianas presentes.

 

FONE: DGLB

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar