O novo relatório sobre as atitudes e comportamentos dos cidadãos perante o multilinguismo, a aprendizagem das línguas estrangeiras e a tradução demonstra que os europeus têm atitudes muito positivas no que toca ao multilinguismo.

Segundo os resultados agora divulgados, praticamente a totalidade dos europeus (98%) é de opinião que o domínio de línguas estrangeiras é útil para o futuro dos seus filhos e 88% pensa que conhecer outras línguas para além da língua materna lhes é muito útil.

Quase três quartos (72%) apoia o objectivo da UE segundo o qual todos os cidadãos deveriam aprender no mínimo duas línguas estrangeiras e 77% é de opinião que o aumento das competências linguísticas deveria constituir uma prioridade política. As tendências confirmam que dois terços dos europeus (67%) considera o inglês uma das duas línguas de maior utilidade. As outras línguas mencionadas com mais frequência são o alemão (17%), o francês (16%), o espanhol (14%) e o chinês (6%). Ler o artigo completo

 

LER:

A pesquisa fornece informações sobre as atitudes públicas para com as línguas estrangeiras e face ao multilinguismo na União Europeia. Examina a forma como os europeus aprendem e utilizam  línguas estrangeiras, analisando as suas motivações e os potenciais  obstáculos para a aprendizagem. A pesquisa avalia também  o papel da interpretação e tradução nas instituições europeias e em diversas áreas dentro da empresa.
close
Subscreva as nossas informações
Partilhar