28 February 2021

Liberdade no Mundo

A organização de defesa dos direitos humanos, Freedom House, afirma no seu relatório de 2016 publicado nesta quarta-feira, dia 27 de janeiro de 2016, que o declínio das liberdades através do mundo continuou pelo décimo ano consecutivo.

Clique no mapa

Captura de ecrã 2016-01-27, às 13.45.54

Angola é o único país africano de língua portuguesa a descer no índice daquela organização (Veja porquê)

Quanto aos demais países africanos de língua portuguesa, Cabo Verde é o melhor classificado, ao atingir 90 pontos (em 100) e continuar no grupo dos países livres.

No mesmo grupo está São Tomé e Príncipe, mas com 81 pontos, e nota dois em direitos políticos e liberdades civis.

Bem mais abaixo está Moçambique, que integra o grupo dos países parcialmente livres e com 56 pontos no total.

Com apenas 39 pontos no geral, a Guiné-Bissau manteve a nota cinco em direitos políticos e liberdades civis.

O documento revela que 72 países registaram no ano passado quedas nos seus índices de liberdade,  o número mais elevado nos últimos10 anos atrás.

Entretanto, a Freedom House indica que apenas 43 países melhoraram o seu desempenho.

Dos 195 países analisados 44 por cento foram considerados livres, 30 por cento parcialmente livres e 26 por cento não-livres.Captura de ecrã 2016-01-27, às 14.14.23

Também poderá gostar

Um comentário
  • Preços do petróleo em queda ameaçam liberdades em Angola
    28 Janeiro 2016 at 16:19 -

    […] Liberdade no Mundo […]

  • ARTIGOS POPULARES