5 March 2021
A ex-primeira dama de Timor-Leste, a australiana Kirsty Sword-Gusmão, foi reconhecida como oficial da Ordem da Austrália (OA), um dos principais títulos conferidos pelo país, pelo seu trabalho em prol das mulheres e mães timorenses.

Kirsty Sword Gusmão reconhecida com Ordem da Austrália

Kirsty Sword faz parte da lista de 700 australianos reconhecidos por esta honra do Aniversário da Rainha, e que foi dada a conhecer hoje na Austrália.

Estabelecida em 1975 pela rainha Isabel II (monarca da Austrália) a Ordem da Austrália é concedida “com o propósito de reconhecimento aos cidadãos australianos e outras pessoas por seus feitos ou serviços meritórios”.

Ativista da causa timorense há várias décadas e casada até este ano com Xanana Gusmão, Kirsty Sword-Gusmão foi reconhecida pelo seu papel no fortalecimento da relação entre a Austrália e Timor-Leste no setor educativo e pelo trabalho que desenvolveu, nomeadamente, através da Fundação Alola, que criou em Díli.

Em declarações a jornalistas australianos, considerou que o galardão é um reconhecimento do seu trabalho mas também do próprio Timor-Leste.

“Foi um grande privilégio e honra ter tido a oportunidade de testemunhar e participar no nascimento da nação e de ter dado um pequeno contributo para o seu bem-estar”, disse.

Entre o trabalho que desenvolveu em Timor-Leste destacam-se os esforços no combate à mortalidade infantil e na melhoria da saúde infantil, nomeadamente através de campanhas para promover a amamentação.

ASP // APN – Lusa/Fim

Também poderá gostar

Sem comentários