Cidade da Praia, 29 Mar (Inforpress) – Jogos educativos digitais produzidos por alunos da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) vão fazer parte de uma exposição do Museu da Língua Portuguesa a ter lugar em Junho, na sede Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), na Praia.

Os jogos foram produzidos no âmbito de uma oficina, realizada pela Uni-CV em parceria com o IILP, o Leitorado Brasileiro Cabo Verde, a Embaixada do Brasil em Cabo Verde, o Centro de Estudos de Linguística Geral e Aplicada da Universidade de Coimbra e Museu da Língua Portuguesa.

Segundo o coordenador do curso de Engenharia Informática da Uni-CV, Domingos Andrade, a ideia foi utilizar os jogos para tornar mais fácil o entendimento da língua portuguesa junto da população dos diversos países que falam o português.

“Como sabemos dentro da língua portuguesa temos uma variação de palavras para designar um mesmo um objeto ou um mesmo ato. E encontramos a forma de jogos para tornar mais fácil entendimento da língua para população em geral”, explicou.

Durante a Oficina foram produzidos quatro jogos, toponímia e gentílicos, as formas adaptadas e não-adaptadas, a variação léxica e as variedades fonético-fonológicas, cujos dados sistematizados foram fornecidos pela equipe do Centro de Estudos de Linguística Geral e Aplicada da Universidade de Coimbra, enquadrado no Projeto Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa, do IILP.

Os jogos são interativos e vão apresentar uma imagem e diversas opções de palavras para que o jogador acerte aquela que se refere ao país indicado.

“O nosso objetivo é mostrar as diferentes formas de se referir a uma mesma coisa. Por exemplo, aqui em Cabo Verde dizemos autocarro, mas no Brasil dizem ónibus. Por isso, apresentamos três opções para testar o conhecimento das pessoas e estas, por exemplo, vão tentar acertar em que país é usado autocarro”, explicou o formador Amândio Furtado.

Os jogos vão ser testados e expostos em Junho e Julho e, de seguida, poderão ser colocados nas plataformas digitais.

A oficina, que foi encerrada hoje, teve como formador o brasileiro Bruno Palermo. Os jogos vão ser testados e expostos e, de seguida, poderão ser colocados nas plataformas digitais.

MJB/CP
Inforpress/fim
close
Subscreva as nossas informações
Partilhar