Na gala, que lotou as instalações da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC), na Cidade da Praia, Nelson Freitas ganhou os prémios das categorias de Melhor Música do Ano, com “Bo Tem Mel”, Melhor Disco Eletrónico, com “Elevate” e Melhor Videoclip, (também como “Bo Tem Mel”, e ainda, extraconcurso, o de vídeo mais popular no portal SAPO Cabo Verde.

Na gala, que decorreu ao longo de quatro horas e meia, terminando às 02:30 locais (03:30 em Lisboa), Neuza, que foi nomeada para seis categorias, venceu as de Melhor Coladeira, com “Djar Fogo”, integrada no disco de estreia “Flor di Bila”, e de Melhor Morna, justamente com a canção da dá o título ao álbum.

Além de Neuza, outros dois cantores e músicos obtiveram duas estatuetas: Dino d’Santiago, nas categorias de Melhor Batuku/Kola Sanjon, com a canção “Ka Bu Tchora”, do disco “Eva”, e de Melhor Álbum Acústico, “Eva”, e Tó Alves que arrebatou o prémio de Melhor Voz Masculina, com o disco “Benson”, e de Melhor Compositor, com “Simplicidade”.

O prémio para a Melhor Voz Feminina foi para a cantora Ceuzany, ex-vocalista do grupo Cordas do Sul, com o disco “Nha Vida”.

A gala contou com atuações dos cantores cabo-verdiano Tito Paris, português Paulo Gonzo, o angolano Eddy Tussa e da “diva” brasileira Fáfá de Belém, bem como de homenagens póstumas a cantores e músicos que faleceram recentemente, como os casos de Bana, Sema Lopi e a pianista Tututa.

O Prémio Carreira, atribuído pelo júri, foi para a cantora Celina Pereira, que sucede a Cesária Évora (2011), Bana (2012), ambos também já falecidos, e Zeca di Nha Reinalda (2013).

Extraconcurso, e além do Melhor Vídeo SAPO, que distinguiu Nelson Freiras, a organização dos CVMA atribuiu “rapper” Batchart o Prémio Ação Social e às instituições de cariz social Associação das Mulheres Empresárias de Santiago e Rede Sol, a quem foi doada metade da receita obtida na gala do CVMA/2014.

O Prémio Unitel foi atribuído à Associação Acarinhar de Apoio a Crianças Deficientes Cerebrais.

Lista dos vencedores da 4.ª Edição dos Cabo Verde Music Awards:

– Melhor Animador da Comunicação Social – Waldir Alves – Cabovídeo.

– Melhor Reggae/R&B/House – “Cabo Verde”, do disco “Right Now, dos Domu África.

– Melhor Coladeira – “Djar Fogo”, do disco “Flor Di Bila”, de Neuza.

– Melhor Produtor Musical – Toy Vieira, no disco “Gratidão”.

– Melhor DJ – DJ Nos Manera.

– Melhor Batuku/Kola Sanjon – “Ka Bu Tchora”, do disco “Eva”, de Dino d’Santiago.

– Melhor Rap/HipHop – “Sabim Remix”, do disco “Capeverdean in America”, de Chachi Carvalho.

– Revelação do Ano – Sara Alhinho, com o disco “Mosaico”.

– Melhor Funaná – “Zé do Nhinha Sem Bó”, do disco “Bem Pa Moda”, de Zé Espanhol.

– Melhor Cabo Zouk/Love – “Bo Tem Mel”, do disco “Elevate” – Nelson Freitas.

– Melhor Artista em Palco – Batchart

– Melhor Videoclip – “Bo Tem Mel”, do disco “Elevate” – Nelson Freitas

– Melhor Instrumentista – Totinho, com “Nha Homenagem”.

– Melhor Compositor – Tó Alves, com música “Simplicidade”.

– Melhor Banda ao Vivo – Gaita Ferro

– Melhor Álbum Eletrónico – “Elevate”, de Nelson Freitas

– Melhor Álbum Acústico – “Eva”, de Dino d’Santiago.

– Melhor Morna – “Flor di Bila”, do disco homónimo, de Neuza.

– Melhor Voz Masculina – Tó Alves, com o disco “Benson”.

– Melhor Voz Feminina – Ceuzany, com o disco “Nha Vida”.

– Melhor Música do Ano – “Bo Tem Mel”, do disco “Elevate” – Nelson Freitas.

 

JSD // JCS. – Lusa/fim

Foto: A cantora Celina Pereira. Almada. 30 de Dezembro de 2009. MIGUEL A. LOPES/LUSA

Partilhar