O reitor da Universidade Federal de Minas Gerias (UFMG), Clélio Campolina, e o diretor de Relações Internacionais da Universidade, Eduardo Vargas, participam na cidade de Praia, em Cabo Verde, entre os dias 7 e 9 de setembro, da reunião do Conselho Administrativo da Associação das Universidades de Língua Portuguesa (Aulp). Eles vão apresentar proposta de implantação do Programa de Internacionalização de Apoio à Pesquisa, Ensino e Extensão (Piapee), cujos detalhes estão sendo acertados com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).


Aprovado em fevereiro deste ano na assembléia da Aulp, o projeto deverá envolver recursos da ordem de 5 milhões de euros, ao longo de cinco anos, e propõe a criação de sete modalidades de apoio, sendo quatro de mobilidade internacional de graduação e pós-graduação, e três dedicados a projetos estruturantes de pós-graduação, iniciação à docência e extensão internacionais. Os principais objetivos dessas modalidades são o incremento da internacionalização das universidades integrantes da Aulp e o fomento da integração acadêmica entre as universidades dos países de língua portuguesa.

A reunião em Cabo Verde também será preparatória para a assembléia da entidade em Moçambique, em junho de 2012.

Criada há 20 anos, a Aulp reúne cerca de 120 universidades de nove países de língua portuguesa: Brasil, Portugal, Macau, Timor Leste, Guiné Bissau, Angola, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde e Moçambique.


FONTE: Planeta universitário

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar