Infinitamente generoso é o amor

Tudo dá, tudo paga

Tudo enfrenta e afaga

Mesmo o amargo licor

Do destino

Em terra desnaturada!

Infinitamente generoso é o amor

Tudo oferece, tudo atura

Porque é diferente da paixão,

Espera pela vida madura

E nunca desiste de dar a mão… 

Generoso até à loucura!

Infinitamente generoso é o amor…

“Amantes” – detalhe de pintura no teto do Monastério de Santo Domingo de Silos (Santo Domingo de Silos, Burgos, Espanha).

close
Subscreva as nossas informações
The following two tabs change content below.

Medina de Gouveia

últimos artigos de Medina de Gouveia (ver todos)

Partilhar