27 February 2021
“O Brasil é o segundo país de língua não inglesa a traduzir o Guia BABOK®; além de inglês, o guia só se encontrava disponível em japonês. Mais do que uma simples tradução, este lançamento possibilita o acesso de todo o mercado de língua portuguesa ao que hoje pode ser considerado a Bíblia da Análise de Negócios”, detalha Suzandeise Thomé, Presidente do IIBA® Capítulo São Paulo.

IIBA São Paulo lança Guia BABOK em português

Tradução do Guia para o Corpo de Conhecimento de Análise de Negócios é fruto do trabalho liderado pelo Capítulo paulista do International Institute of Business Analysis (IIBA); nova versão irá facilitar acesso aos conceitos que regem a atividade dos Analistas de Negócios, profissionais que estudam os problemas e oportunidades de negócios e recomendam soluções; livro está disponível em versão digital e impressa.

 

O International Institute of Business Analysis (IIBA) Capítulo São Paulo anuncia o lançamento do Guia BABOK® (Business Analysis Body of Knowledge) em português. Essa base de conhecimentos estabelece um padrão para os conceitos, tarefas, técnicas e competências que fundamentam a disciplina de Análise de Negócios (Business Analysis).

 

“Empresas que investem nesta disciplina conseguem entender mais claramente suas necessidades e acertar na definição das melhores soluções, com isso reduzindo o retrabalho nos projetos. Grandes empresas têm buscado a Análise de Negócios como forma de garantir o real alinhamento da TI aos negócios”. 

Profissionais associados ao IIBA têm acesso gratuito ao download do Guia BABOK® a partir do site global do IIBA (www.theiiba.org). Outras pessoas podem adquirir um PDF do Guia BABOK® em Português a partir do mesmo portal pelo valor de US$ 29, 95 ou, então, encomendando a versão impressa à Amazon (www.amazon.com). “Quem quiser ter uma ideia do conteúdo do Guia BABOK® sem, no entanto, precisar comprar o arquivo ou o livro, só precisa acessar o portal do IIBA São Paulo (www.theiiba.org.br) para encontrar uma apresentação com os destaques deste guia”, detalha Suzandeise.

Versão em português aumenta maturidade do mercado brasileiro 

Para Fabrício Laguna, Vice-Presidente de Comunicação e Marketing do IIBA São Paulo e gerente do projeto de tradução, a publicação do guia em português irá trazer mais maturidade para os processos e profissionais que atuam com Análise de Negócios. “Antes da versão oficial para o português, cada pessoa, cada empresa traduziria o texto do Guia BABOK® de uma maneira diferente”. Laguna exemplifica: “O termo ‘Enterprise Analysis’ já foi traduzido como ‘Análise de Empreendimento’, ‘Análise Empresarial’ e ‘Análise da Organização’”. Com o Guia BABOK® traduzido para o português, o conceito ganha consistência e a linguagem passa a ser unificada. “Após muita discussão entre os revisores, optamos pelo termo que pareceu mais adequado ao significado original: ‘Análise Corporativa’”. Neste contexto, ‘Corporação’ passa a ser entendida como a palavra que representa uma organização, empresa, conjunto de empresas etc.  

A tradução para o português do Guia BABOK® deverá, a médio prazo, aumentar o número de profissionais certificados no Brasil. “Hoje, o Brasil conta com apenas quatro profissionais com certificação CBAP® (Certified Business Analysis Professional); a oferta do Guia BABOK® em português irá facilitar o processo de aprendizagem de pessoas que já trabalham como analistas de negócios mas desejam se diferenciar no mercado por meio desta certificação”, detalha Laguna, que foi a primeira pessoa de língua não inglesa a se certificar CBAP®, em 2008.

Prova para CBAP segue sendo em inglês 

A prova para a certificação CBAP®, pelo menos por enquanto, segue sendo aplicada somente em inglês. “Fica claro, portanto, que estamos num momento híbrido, em que o estudo das práticas de Análise de Negócios pode ser iniciado com a versão em português do Guia BABOK® mas, perto do momento de se fazer a prova, seria aconselhável estudar também a versão em inglês”.  Para Suzandeise Thomé, Presidente do IIBA São Paulo e também certificada CBAP®, o aumento da procura pela prova irá, fatalmente, levar à tradução do exame para o português. “Na prática, a tradução do Guia BABOK® é o ponta-pé inicial de um movimento que visa integrar ainda mais a comunidade brasileira de analistas de negócios ao que de mais avançado se desenvolve nesta área no mundo”, resume a profissional. 

Trabalho voluntário está por trás do Guia BABOK em Português

Para a presidente do IIBA São Paulo, é importante ressaltar que a tradução do Guia BABOK® para o português foi realizada por um time de 16 voluntários, todos analistas de negócios. “Fabrício Laguna, Vice-Presidente de Comunicação e Marketing do IIBA São Paulo e gerente deste projeto, destacou-se pelo empenho e profissionalismo que aplicou a todo o processo de tradução”. O grupo reunia 2 tradutores, 12 revisores, uma coordenadora e uma revisora de português. Graças à participação desta última profissional, Marina Mello, o Guia BABOK® já nasce em conformidade com as novas regras da Língua Portuguesa.  Segundo Laguna, outra pessoa que se dedicou de forma intensa ao projeto é o analista de negócios Claudio Brancher Kerber.  “Esse profissional traduziu a vasta maioria do Guia BABOK® antes do texto ser entregue aos revisores e, além disso, criou um aplicativo para discussão virtual da tradução de cada termo chave para o português”. Segundo Suzandeise, a ferramenta criada por Kerber permitiu que todos trabalhassem em grupo de forma eficaz, mesmo sem terem se encontrado face a face.

Sobre o IIBA 

O International Institute of Business Analysis (IIBA) é uma associação sem fins lucrativos que serve à crescente comunidade internacional de Análise de Negócios. A organização reúne mais de 18.000 membros no mundo cujo trabalho abrange desde gerenciamento e análise de requisitos a gerenciamento de projetos e consultoria.  O IIBA tem capítulos em mais de 60 países e tem a missão de desenvolver e manter padrões para a prática de Análise de Negócios e para a certificação de profissionais. O IIBA Capítulo São Paulo é presidido por Suzandeise de Almeida Inácio Thomé. Mais informações no site .

 

FONTE: Segs

Também poderá gostar

Sem comentários