26 February 2021
A decisão da entrada da Guiné Equatorial na comunidade lusófona será tomada na cimeira de Maputo, Moçambique, dia 20 de julho.

Guiné Equatorial na CPLP

Uma das justificativas do movimento denominado “Por Uma Comunidade de Valores”, que lançou uma petição de cidadãos dos países de expressão portuguesa contra a entrada plena da Guiné Equatorial na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), é de que o presidente equato-guineense impôs a língua no seu país.

O director executivo do Instituto Internacional de Língua Portuguesa (IILP), Gilvan de Oliveira, afirmou respeitar o posicionamento do movimento cívico, mas defendeu a necessidade rever os argumentos e suas fundamentações.

Oliveira lembrou que a Guiné-Equatorial está a cumprir, à risca, um conjunto de requisitos impostos pela CPLP. A decisão da sua entrada na comunidade lusófona será tomada na cimeira de Maputo, Moçambique, dia 20 de julho. Ler o artigo completo (África 21)

 

Artigos relacionados:

Também poderá gostar

Sem comentários