O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, encontra-se desde segunda-feira na Venezuela para conhecer as dificuldades por que passa a comunidade portuguesa residente naquele país.

“O objetivo fundamental da visita, que ocorre pela quarta vez como é do conhecimento público, é o de, por um lado ouvir atentamente as preocupações que se tem vindo a acentuar de parte da comunidade portuguesa, nas suas múltiplas dimensões, nomeadamente dificuldades de natureza alimentar, medicinal e de saúde”, disse à agência Lusa.

José Luís Carneiro, que terá encontros com a comunidade residente em Valência (150 quilómetros a oeste de Caracas), explicou ainda que também quer ouvir os trabalhadores consulares.

“Destacaria também o encontro que teremos com várias instituições ligadas ao ensino do português, porque a língua constitui um fator de integração ou de desintegração em função do seu bom domínio”, salientou.

Segundo o governante, “tem acontecido que muitos que regressam a Portugal e até a outros países de língua portuguesa têm dificuldades na língua portuguesa e essa dificuldade tem constituído um obstáculo ao regresso e à boa integração, razão pela qual também façamos da língua portuguesa um dos capítulos de trabalho desta visita”.

“Tenho previsto, o que para mim é muito significativo, um encontro com vários luso venezuelanos que são destinatários do Apoio Social para Idosos Carenciados e também de Apoio Social para Emigrantes Carenciados, dois instrumentos que o Ministério dos Negócios Estrangeiros tem com o Ministério do Trabalho e da Solidariedade e vou encontrar-me com estas pessoas que recebem estes apoios para procurar compreender as suas vidas, dificuldades, desânimos e esperanças e podermos ajustar todos estes instrumentos”, frisou.

Por outro espera “ajustar os instrumentos ligados à língua, aos serviços consulares e diplomáticos, nomeadamente a capacidade de resposta, que tem que ser mais célere porque por força da procura que tem vindo a acentuar-se, tem vindo também a acumular-se serviços nos postos consulares e é necessário encontrar respostas de celeridade que espero poder anunciar durante esta visita”.

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas iniciou segunda-feira uma visita de trabalho de quatro dias à Venezuela e integra na sua delegação o diretor-geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas, Júlio Vilela, e o presidente do Instituto Camões, Luís Faro Ramos.

Fonte: LUSA/DN

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar