O responsável da Educação na região espanhola da Extremadura, César Díez Solís, considerou este sábado “inquestionável” que o português represente uma “prioridade absoluta” na política educativa desta comunidade autónoma espanhola.

“Estamos a dar passos importantes para potenciar o português. Não apenas pela proximidade com Portugal, mas pela dimensão que está a adquirir a língua portuguesa a nível internacional, com a projeção de países emergentes como Brasil”, disse.

Díez Solis, que falava nas segundas Jornadas de Língua e Cultura Lusófonas, organizadas pela Associação de Professorado de Português na Extermadura (APPEX), destacou os esforços que têm sido feitos pelo Governo regional tanto junto da comunidade educativa como da cidadania em geral.

Além do português no ensino obrigatório destacou o apoio dado ao ensino em escolas oficiais de idiomas, segundo um comunicado do Governo regional.

O português, disse segundo a nota, é o segundo idioma na primária e terceiro no ensino secundário em centros educativos da região, com três escolas onde se aplica o bilinguismo, com espanhol e português.

Uma oferta que se alarga ao Programa de Língua e Cultura Portuguesa, ao Instituto de Línguas Modernas da Universidade de Extremadura, e à participação ativa dos centros educativos em vários programas conjuntos com Portugal.

Entre outras iniciativas destacou ainda o programa “Falamos português” emitido semanalmente pela televisão regional, o Canal Extremadura.

No encontro de hoje Díez Solís anunciou o arranque de um novo portal para a aprendizagem do português, que será o “embrião” de um banco de recursos disponíveis na rede sobre a língua portuguesa.

 

Fonte: Jornal de Notícias

Foto: Jovem espanhol aprende a escrever em português. Badajoz, Espanha, 22 de julho de 2010. NUNO VEIGA/LUSA