Em entrevista à agência de notícias angolana, Angop, o responsável explicou que a alfabetização funciona em três módulos, a que correspondem outros tantos manuais, com lições de matemática, português, moral, estudo do meio.

Os três módulos, que devem ser concluídos em dois anos e meio, equivalem aos seis primeiros anos de escolaridade, e dão equivalência ao ensino primário.

Segundo o responsável, as aulas são dirigidas a pessoas que tenham 15 anos ou mais e não saibam ler.

O primeiro módulo equivale à primeira e segunda classes e pode durar três meses, em função da realidade do local onde as aulas têm lugar. O segundo módulo equivale à terceira e quarta classes, enquanto o 3.º dá equivalência à 5.ª e 6.ª classes.

No final dos três módulos, o aluno recebe uma certificação para garantir a continuação da formação académica, explicou o diretor.

 

FPA // VM – Lusa/Fim

Foto. Alfabetização de jovens e adultos, Maotas, arredores de Maputo, 17 de outubro de 2009. ANTONIO SILVA/LUSA

Partilhar