XXXIII assembleia geral da uccla

Governador de Luanda exorta à cooperação entre cidades de língua portuguesa

Luanda, 19 abr (Lusa) – O governador da província de Luanda, Higino Lopes Carneiro, exortou hoje os presidentes de câmaras e administradores municipais das cidades de língua portuguesa a trabalharem em cooperação para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos.

Higino Carneiro, que enquanto presidente da Comissão Administrativa da Cidade de Luanda lidera a mesa da assembleia geral da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA),falava na sessão de abertura da 33.ª assembleia-geral daquela organização, em Luanda.

“É tarefa dos presidentes de câmaras e dos administradores municipais trabalharem em cooperação para oferecerem melhores serviços e deste modo melhorar a qualidade de vida dos seus cidadãos”, exortou o general Higino Carneiro.

Nesse sentido, disse ainda o presidente da Comissão Administrativa da Cidade de Luanda, a UCCLA tem proporcionado um ambiente de troca de experiências em vários domínios, entre cidades que falam português.

“Com o objetivo de partilhar e apreciar problemas comuns e também estudar soluções para os mesmos, este exercício louvável constitui-se num valor agregado na resolução de problemas que afeta os municípios no dia-a-dia”, sublinhou.

A UCCLA foi criada a 28 de junho de 1985 e congrega 41 cidades de países falantes da língua portuguesa na Europa, América do Sul, Ásia e África, além de 40 empresas cooperantes.

A 33.ª assembleia-geral da associação intermunicipal de natureza internacional decorre em Luanda e marca o fim da presidência rotativa exercida durante dois anos por Maputo (Moçambique).

Na ocasião, o presidente da comissão executiva de UCCLA, David Simango, considerou como positivas as ações desenvolvidas por Maputo nos dois anos de liderança da organização.

“Realizamos várias atividades especiais entre elas a exaltação da memória dos antigos estudantes do império através da celebração da passagem dos 50 anos da Casa dos Estudantes do Império. O segundo marco neste período da nossa presidência foi a inauguração da casa da UCCLA e esperamos que esta organização continue a crescer e a fortificar-se”, apontou.

Santo António do Príncipe, em São Tomé e Príncipe, sucede a Maputo na presidência da Comissão Executiva da UCCLA, mantendo-se Vítor Ramalho como secretário-geral da organização e a cidade de Luanda como presidente da mesa da assembleia-geral.

À margem desta assembleia-geral, os delegados participam quinta-feira, em Viana, arredores da capital angolana, no fórum económico que tem como lema “Cidades Sustentáveis”, dinamizado pela Associação Empresarial de Luanda.

DYAS // VM – Lusa/Fimxxxiii_assembleia_geral_uccla_banner_400x120px

Também poderá gostar


Sem comentários

ARTIGOS POPULARES