“A assinatura do memorando reconhece a importância crescente da língua portuguesa como língua oficial e de trabalho nas organizações internacionais, bem como o seu valor e peso económico”, de acordo com a informação antecipada à agência Lusa.

A língua portuguesa é actualmente ensinada na Galiza em 32 centros de Educação Secundária a 861 alunos e nas Escolas Oficiais de Idiomas a 1.122 alunos. O protocolo prevê “a adopção do português como língua estrangeira de avaliação curricular no sistema educativo não universitário” na Comunidade Autónoma da Galiza.

Este acordo acontece no âmbito da visita do Presidente da República, Cavaco Silva.

Fotos:

– O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva (C) à chegada para a cerimónia de assinatura do memorando de entendimento para a adoção do Português como língua estrangeira de opção no sistema educativo não universitário da Comunidade Autónoma da Galiza, durante a sua deslocação à Corunha, Espanha, 19 Fevereiro 21015. ESTELA SILVA/LUSA

– O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva (2-E) acompanhado pelo embaixador de Portugal em Madrid, Francisco Ribeiro de Menezes (E), pelo o presidente da Junta da Galiza, Alberto Núñez Feijóo e pelo Conselheiro da Junta da Galiza para a Cultura, Educação e Ordenação Universitária, Román Rodríguez González (D), após a cerimónia de assinatura do memorando de entendimento para a adoção do Português como língua estrangeira de opção no sistema educativo não universitário da Comunidade Autónoma da Galiza, durante a sua deslocação à Corunha, Espanha, 19 Fevereiro 21015. ESTELA SILVA/LUSA

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar