Cristo Timor

Fundo Petrolífero timorense valia quase 15 mil milhões de euros no final de 2016

Díli, 01 fev (Lusa) – O Fundo Petrolífero de Timor-Leste, principal fonte das receitas do Orçamento do Estado do país, valia 15,84 mil milhões de dólares (14,68 mil milhões de euros) no final de 2016, menos 380 milhões que no final de 2015.

O relatório do último trimestre do ano passado, divulgado hoje pelo Banco Central, refere que as entradas brutas provenientes de royalties e impostos ascenderam a 36,21 milhões de dólares (33,56 milhões de euros) entre 01 de outubro e 31 de dezembro, totalizando 672 milhões (622 milhões de euros) durante todo o ano.

O relatório confirma que durante todo o ano, o Governo retirou do Fundo um valor de 1.245 milhões de dólares (1.153 milhões de euros), dos quais 644,8 milhões (597,55 milhões de euros) até outubro e os restantes 600 milhões na reta final do ano.

Em termos trimestrais, o fundo registou um retorno negativo de -197 milhões (182,6 milhões de euros) – em contraste com o retorno positivo de 228,3 milhões (228,3 milhões de euros) do trimestre homólogo de 2015, sendo de destacar no final do ano passado o grande impacto de perdas líquidas cambiais de 242,61 milhões de dólares (242,6 milhões de euros).

No que toca aos valores anuais o retorno do fundo em 2016 foi positivo, ascendendo a 647,68 milhões (600 milhões de euros), em contraste com a perda de 21,41 milhões (19,84 milhões de euros) registada em 2015.

O relatório refere que apesar das “grandes incertezas”, o mercado internacional mostrou-se “resiliente” com uma performance positiva nos principais mercados acionistas mundiais.

ASP // SB – Lusa/Fim

 

Também poderá gostar


Sem comentários

ARTIGOS POPULARES