Uma sessão de apresentação do Fundo de Cooperação para o Desenvolvimento China-Países de Língua Portuguesa e o investimento de enquadramento de investimento dos países de língua portuguesa tem lugar dia 25 do corrente em Macau, em organização do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM).

Esta sessão tem como coorganizadores a Direção dos Serviços de Economia, a Direção dos Serviços de Finanças e Autoridade Monetária de Macau e o apoio assegurado pelo Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa.

O objetivo da criação do Fundo de Cooperação para o Desenvolvimento China-Países de Língua Portuguesa, no valor de mil milhões de dólares, consiste no apoio à cooperação no âmbito de investimento entre as empresas chinesas (incluindo de Macau) e as dos países de língua portuguesa, orientando estas últimas, nomeadamente de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e Timor-Leste, para o investimento direto multilateral, aumentando a força global das empresas investidoras e promovendo o desenvolvimento económico dos países membros.

Através daquele fundo, que por enquanto tem sede em Pequim, serão apoiadas as empresas da China continental e de Macau na expansão de negócios no exterior e na abertura de novos mercados nos países de língua portuguesa.

Em outubro passado, aquando da realização da Vª Conferência Ministerial do Fórum de Macau, o primeiro-ministro da China, Li Keqiang, anunciou a Transferência da sede daquele Fundo de Cooperação para Macau, no âmbito de um conjunto de medidas delineadas pelo governo central para apoiar o desenvolvimento de Macau. Ler o artigo completo

Fundo de Cooperação China:Países de Língua Portuguesa

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar