2 March 2021
A Fundação Calouste Gulbenkian e o Instituto Cultural de Macau assinam hoje, quarta-feira, em Lisboa, um protocolo de cooperação para a divulgação da cultura portuguesa no território asiático.

Fundação Calouste Gulbenkian e Instituto Cultural de Macau assinam protocolo de cooperação

No protocolo, que será assinado hoje, pelo presidente da fundação com sede em Lisboa, Artur Santos Silva, e pelo presidente do instituto macaense, Ung Vai Meng, “as duas partes comprometem-se a colaborar nas áreas das artes visuais e das artes performativas contemporâneas”, adiantou Elisabete Caramelo, do serviço de comunicação da Fundação Calouste Gulbenkian.

O protocolo será assinado na quarta-feira de manhã, depois de Ung Vai Meng visitar os museus da Gulbenkian.

Ung Vai Meng integra uma delegação chinesa, chefiada pelo secretário dos Assuntos Sociais e Cultura, Cheong U, que está em Portugal desde sábado.

“Este é o primeiro protocolo a ser assinado pela fundação e por um organismo cultural macaense com vista à divulgação das artes portuguesas”, destacou Elisabete Caramelo.

Macau, território que era administrado por Portugal, passou para administração chinesa a 20 de dezembro de 1999.

 

SBR.

Lusa/Fim

FOTO: Lusa

Também poderá gostar

Sem comentários