Foi a primeira mulher Vice-representante de Portugal na ONU, é Cônsul-geral de Portugal em Londres e atua sempre na ótica do interesse do país: “Eu não existo enquanto pessoa”, explica. Cristina Pucarinho é diplomata há 30 anos e revela como toma decisões, os desafios familiares das mudanças de país a cada 5 anos, o processo por trás da eleição de António Guterres e as preocupações que tem em relação à desigualdade de género.

Fonte: Catarina Marques Rodrigues

 

Veja também:

“Portugal é um pilar muito importante da ONU”, diz Guterres à nova embaixadora portuguesa

Partilhar