António Vicente, responsável da FLAD para Língua e Cultura Portuguesas, disse na abertura da 35ª Conferência Anual de Educação e Cultura da Luso-American Education Foundation, em Tulare (Califórnia), que a FLAD está disposta a apoiar a criação de um centro deste género numa zona a designar.

A iniciativa, adiantou, permitiria tirar partido do interesse crescente na aprendizagem da língua portuguesa nos Estados Unidos.

Este centro funcionaria não só como um Instituto de Língua Portuguesa, leccionando português como Língua Estrangeira para americanos, luso-descendentes e outros interessados, como também como centro difusor da cultura portuguesa no país.

O responsável da FLAD aproveitou para apresentar um trabalho da Fundação sobre a situação do ensino do Português nos Estados Unidos, referindo que se verifica neste momento um interesse na aprendizagem do português que deve ser aproveitado.

Vicente lamentou o facto da FLAD não ter conseguido instituir o exame AP em Português (exames específicos de acesso à universidade) junto do College Board, reafirmando a necessidade de se continuar a investir na promoção do português nos Estados Unidos.Apelou, por isso, às comunidades portuguesas para que exerçam pressão junto das autoridades americanas nas suas áreas de residência.

 

FONTE: a União

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar