O concerto, intitulado “20 Fingers – de Mozart a Chico Buarque”, no átrio da Embaixada do Brasil em Berlim, completamente lotado, incluiu um espetáculo multimédia alusivo à música, concebido por Gonçalo Nobre e Bruno Chocat.

“É um prazer ver a casa cheia, foi um longo caminho para chegarmos até aqui”, afirmou, antes do espetáculo musical, a editora do magazine cultural Berlinda.org e curadora do festival, Inês Thomas de Almeida, enumerando os apoios recebidos das embaixadas de países de língua portuguesa e de numerosas outras entidades e pessoas individuais.

Até 17 de novembro, o público berlinense e as colónias de expressão portuguesa residentes na metrópole alemã poderão ainda assistir a concertos musicais, saraus literários, sessões de cinema, exposições e performances.

Entre as grandes novidades do festival estarão o lançamento de uma edição bilingue, em alemão e português, do novo romance do escritor angolano Ondjaki, e a estreia europeia do filme Virgem Margarida”, do moçambicano Licínio de Azevedo.

Na quinta-feira, o festival prossegue com a exibição do filme “Viagem a Portugal”, de Sérgio Tréfaut, seguida de debate com o cineasta português.

O extenso programa inclui ainda um fórum empresarial, os “Diálogos Económicos”, na próxima segunda-feira, em que estarão empresas portuguesas e alemãs da área das novas tecnologias e das energias renováveis.

 

FA // ARA.

Lusa/Fim

Artigo relacionado:

Foto: Festival Berlinda

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar