Lisboa, 11 jan (Lusa) – Cerca de 20 artistas portugueses atuam a partir de hoje no festival Eurosonic Noorderslag, em Groningen (Holanda), em busca de uma maior divulgação fora de portas e perante centenas de promotores internacionais.

O Festival Eurosonic Noorderslag é um ponto de encontro anual de profissionais da indústria da música, onde se promove o contacto entre músicos, editores, ‘managers’ e promotores, através de concertos, conferências e reuniões.

Portugal é este ano o país convidado e o convite é visto como uma janela de oportunidade para a internacionalização da música portuguesa.

Em Groningen estarão, entre outros, DJ Ride, Best Youth, First Breath After Coma, Gisela João, Glockenwise, Holy Nothing, Memória de Peixe, Octa Push, Rodrigo Leão, Sam Alone and the Gravediggers e Throes + The Shine.

“Vamos conseguir atualizar a imagem de Portugal perante 4.500 profissionais de todos os festivais de topo na Europa e até de fora dela. Vai ser um momento onde vamos encetar uma nova era de conhecimento desses programadores do que é o nosso panorama atual de nova música portuguesa”, disse à agência Lusa Nuno Saraiva, da plataforma Why Portugal.

De acordo com a organização, o Eurosonic já está esgotado – lotando os 42.100 lugares de capacidade para o evento -, e estão previstos, no total, 345 concertos em 42 salas e espaços de toda a cidade holandesa.

Estarão presentes 425 jornalistas, 37 estações de rádio – entre as quais a estação pública Antena 3, que transmitirá os concertos dos artistas portugueses – e representantes de 424 festivais.

Além dos concertos, no Eurosonic estará presente um espaço que funcionará como ponto de encontro potenciador de negócios, numa parceria entre a Why Portugal e a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP).

SS // TDI – Lusa/fim
close
Subscreva as nossas informações
Partilhar