O FESTin-Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa tem como missão a difusão e o desenvolvimento do cinema nos países de língua portuguesa, reconhecendo o estado assimétrico da arte em cada um deles, porém valorizando as origens históricas e culturais dos países, além do fortalecimento e ampliação dos vínculos existentes.

Propõe discutir o futuro do cinema e a sua contribuição como linguagem artística – através de filmes e vídeos – para a compreensão e a prática dos direitos humanos, da cidadania e da inclusão social. Os encontros realizados paralelamente à mostra cinematográfica procuram, desde a sua primeira edição, aproximar realizadores experientes a futuros cineastas e interessados nessa linguagem artística.

Através do FESTin procura-se, ainda, a promoção e o estímulo das artes audio-visuais através do intercâmbio cultural, de modo que sejam celebrados encontros entre as diferentes expressões dos países lusófonos.

Durante o festival serão realizadas oficinas no mesmo espaço do evento, mesas redondas, seminários, além de outras opções de lazer e cultura para os participantes.

 

Lauro Moreira, membro do Conselho Consultivo do OLP-Observatório da Língua Portuguesa convida:

 

Sempre fui um entusiasta desse projeto, que a cada ano mais se fortalece. Mas a edição deste ano me interessa ainda mais de perto, pois estou diretamente envolvido, inclusive como ator, em um dos filmes a ser apresentado como concorrente.

Trata-se do longa “Vazio Coração”, do escritor e cineasta brasileiro Alberto Araújo, que conta no elenco com gente do gabarito de Murilo Rosa, Othon Bastos, Lima Duarte e Bete Mendes, entre outros. E uma belíssima música original do compositor William Borjazz.

O filme obteve grande sucesso recente no Brasil e tenho certeza de que o mesmo acontecerá junto ao público português.  Espero vê-los por lá, não apenas na abertura depois de amanhã, como também no dia 8, quarta-feira, quando apresentaremos nosso “Vazio Coração”, cuja sinopse segue abaixo:

“Vazio Coração” narra a história de Hugo Kari (Murilo Rosa), um cantor de renome nacional, que em um determinado momento de sua carreira, decide fazer uma pausa em sua agenda para se encontrar com o pai (Othon Bastos) onde a família passava férias no passado. Nesse lugar repleto de memórias e recordações boas, ambos tentam se reconciliar e concertar uma relação despedaçada pelo tempo e por conflitos, principalmente de ideias, e por uma tragédia que eles nunca conseguiram superar. O repertório conta com várias canções interpretadas pessoalmente por Murilo Rosa,  com destaque para “Diamante raro” e “Vazio Coração”.

Vazio Coração

8 de abril (terça-feira) | 21h30 | Sala Manoel de Oliveira

Brasil, 2012, 90 minutos, Ficção
Realização: Alberto Araújo
Com: Murilo Rosa, Othon Bastos, Larissa Maciel, Lima Duarte, Bete Mendes, Patrícia Naves, Oscar Magrini e Lauro Moreira.
SinopseVazio Coração conta a história de Hugo Kari, um cantor brasileiro de renome nacional que resolve fazer uma pausa na sua agenda para se encontrar com o pai, o embaixador Mário Meneses, no Grande Hotel Termas de Araxá, onde a família passava férias no tempo em que Hugo era criança. Ali, naquele cenário bucólico, de boas recordações para ambos, filho e pai tentam colar os cacos de uma relação quebrada por desencontros de sonhos, ideais e uma tragédia que os marcou para sempre. Mas Hugo não imagina o quanto precisará cavar para reabrir o túnel sob essa montanha de sentimentos que os separa.Vazio Coração é uma reflexão sobre os laços de família.

Ao longo de uma semana serão exibidos mais de 70 filmes, entre longas e curtas-metragens de ficção, documentários e animações, provenientes de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal.

Mostras:

Competição Longa-Metragem
Competição Curta-Metragem
Maratona de Documentário
Mostra do Cinema Brasileiro
Mostra Democracia e Ditadura
País convidado: França
Homenagem a Cabo Verde
Mostra de Inclusão Social
Mostra Infantojuvenil
Mesa redonda
Grelha de programação 2014

Partilhar