25 February 2021

Exposição inédita sobre Fernando Pessoa marca os 80 anos da morte do poeta

O universo plural sobre a vida e a obra de Fernando Pessoa, um dos maiores poetas do século XX, será exibido no Museu do Estado de Pernambuco (MEPE). A mostra, “Fernando Pessoa – uma coleção”, marca os 80 anos da morte de Pessoa (falecido em 30 de novembro de 1935) e comemora os 100 anos da revista Orpheu, dirigida pelo poeta, publicação que marcou o início do modernismo em Portugal. A abertura acontece no dia 5 de novembro às 19h (para convidados), e ficará em cartaz para visitação de 6 de novembro a 6 de dezembro.

Inédita, a exposição apresenta a multiplicidade da obra do poeta português, que se revela nos versos assinados por seus 127 heterônimos – personagens com identidade própria – e pelo próprio Pessoa. Além da trajetória do poeta, originais de manifestos, prefácios, traduções, fotografias, obras raras, e objetos pessoais compõem a mostra. A curadoria é de Renata Pimentel; o projeto expográfico, de Otávio Falcão e Rinaldo Carvalho.

A primeira edição de um dos livros favoritos de Pessoa, Os Lusíadas, de Luíz de Camões (Edição E/E 1572), será exibida na noite de abertura, sendo substituída nos dias posteriores pela segunda edição da obra, chamada edição “dos Piscos” (1584). Entre outras raridades estão os números originais da revista Orpheu, as cartas de Pessoa direcionada aos grandes amigos Antônio Botto e Luís de Montalvor, o caderno com manuscritos originais do escritor Pessoa, a assinatura do heterônimo “Ricardo Reis”, os óculos e orignon em ouro. Todos os itens originais pertencem ao escritor e advogado pernambucano José Paulo Cavalcanti Filho, autor do premiado livro “Fernando Pessoa – Uma Quase Autobiografia”.

MOSTRA PARALELA – No hall do Espaço Cícero Dias, também no MEPE, haverá a exposição “Fernando Pessoa – Vida e Obra”, que contará com 50 obras, de artistas plásticos e fotógrafos, inspiradas em Fernando Pessoa. José Cláudio, Mane Tatu, Mauricio Arraes, Roberto Ploeg, Pragana, Margot Monteiro, Álvaro Caldas, Rinaldo Carvalho participam da mostra. As peças estarão a venda e parte da renda será revertida para a Sociedade dos Amigos do Museu do Estado – SAMPE. Também fará parte da exposição objetos de arte, pinturas de diversos artistas, esculturas inspirados em Pessoa, além da área “Pessoamania”: pequenos objetos e esculturas, trabalhos manuais e canetas, todas personalizadas com a figura de Pessoa e sua obra. Ler o artigo completo.

Fernando Pessoa

Também poderá gostar

Sem comentários