“Seria um recuo histórico trágico se Portugal se retirasse do projeto”, declarou o deputado Ribeiro e Castro, do CDS-PP à agência Lusa em Bruxelas, onde se reuniu sobre o assunto com Viviane Reding, comissária para a Justiça e para os Direitos dos Cidadãos.
Realçando que sai da capital belga “muito animado” e “encorajado” com as palavras da comissária, Ribeiro e Castro, também presidente da Comissão Parlamentar de Educação, diz que é preciso encontrar “soluções criativas” para enfrentar o possível término das emissões em português do Euronews.
A RTP informou em janeiro que não renovará o contrato com a Euronews, que em maio partirá para o despedimento coletivo de 17 jornalistas portugueses e encerrará o serviço em português em janeiro de 2013, se não encontrar financiamento.

 

Ler o artigo completo (Diário Digital)

 

Artigo relacionado: EURONEWS: RTP já denunciou contrato por carta

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar