4 March 2021
Consulado-Geral de Portugal em Paris

Estudantes de língua portuguesa em França

Paris, 17 dez (Lusa) – A associação de jovens lusodescendentes  Cap Magellan vai entregar, no sábado, no Consulado-Geral de Portugal em Paris, bolsas de estudo a 12 estudantes cujo percurso escolar se destacou na aprendizagem da língua portuguesa em França.

As bolsas contemplam o ano letivo 2014-2015 e são destinadas a alunos que tenham frequentado o 12.º ano de escolaridade e o primeiro ano do ensino superior e que tenham “uma ligação evidente à lusofonia”, seja pela ascendência ou nacionalidade portuguesas, seja pelo estudo da língua portuguesa, explicou à Lusa Luciana Soares Gouveia, delegada geral da Cap Magellan.

“O objetivo é ajudar financeiramente as pessoas que vão continuar a estudar, havendo um duplo critério na atribuição das bolsas. Por um lado, o critério de mérito que tem a ver diretamente com as notas dos jovens e, por outro, o critério social que tem a ver com as dificuldades financeiras que o aluno possa ter”, continuou a também membro do júri.

Luciana Soares Gouveia sublinhou, ainda, que a iniciativa pretende “valorizar a língua portuguesa em França” face ao “desinvestimento crescente do apoio do Estado português e do Estado francês”.

“O Estado português, com o argumento da crise, vai desinvestindo completamente no ensino da língua e isso vê-se perfeitamente pela redução de professores”, explicou a dirigente associativa, criticando ainda a falta de empenho do Estado francês na divulgação do ensino da língua portuguesa nos liceus e sublinhando o papel crescente das associações na promoção do ensino do português.

Luciana Soares Gouveia lembrou, também, que “a Cap Magellan tem uma campanha de promoção da língua portuguesa prontíssima desde 2010 e que está à espera, há cinco anos, de financiamento para ser lançada”.

Esta é a segunda edição da atribuição das bolsas – de um montante de 1.600 euros e patrocinadas pela seguradora Império – tendo sido recebidas 60 candidaturas, o que leva a Cap Magellan a considerar um aumento do número de galardoados no próximo ano.

Além de Luciana Soares Gouveia, o júri era composto por um representante da empresa patrocinadora Império Assurances, pela coordenadora do ensino da língua portuguesa em França, Adelaide Cristóvão, pelo antigo inspetor-geral da língua portuguesa no Ministério da Educação francês, Michel Perez, e pela presidente da AGRAFr – associação dos graduados de França, Luísa Semedo.

No sábado, às 11:00 (10:00 em Lisboa), as bolsas vão ser entregues a Raphaël Azevedo, Raphaël Cascais, Nathalie Cunha e Silva, Saskia Elisa da Costa, Marina da Silva, Justine Faridiala, Inès Hennebert, Rhyllenna Kundila Muanza, José Philippe Mateus, Mélanie Pereira, Alexandra Prata e Emma Reversat.

CAYB // VM – Lusa/Fim
Captura de ecrã 2015-12-17, às 17.45.28

Associação de jovens lusodescendentes Cap Magellan

 

Também poderá gostar

Sem comentários