Dany Wambire, nome artístico de Danito Gimo da Graça Avelino, 25 anos, licenciado em Ensino de História pela Universidade Pedagógica de Moçambique, é professor primário na cidade da Beira, no centro do país, e dirige a revista literária “Soletras – A sopradora de Letras”.

A obra, a ser lançada no Centro Cultural Português em Maputo, será apresentada pelo escritor e académico moçambicano Lucílio Manjate e é prefaciada pelo Prémio Camões 2013, Mia Couto, que considera que estes contos “espelham a realidade plural do quotidiano” moçambicano.

No prólogo desta estreia literária, Mia Couto destaca as qualidades do jovem escritor, afirmando que “Dany Wambire não está apenas à busca de um modo de dizer: ele tem já uma raiz que é sua, um traço estilístico que define a sua identidade”.

“Estes contos são um mergulho nesse outro mundo que não aceitamos ver mas que é nosso e que traduz a nossa diversidade de povo. Há nestes textos uma lógica marginal mas que quer ser parte da correnteza do rio e as personagens, aparentemente estranhas das suas histórias, apenas espelham a realidade plural do nosso quotidiano”, afirma Mia Couto.

MMT // APN – Lusa/Fim

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar