Praia, 18 out (Lusa) – O escritor cabo-verdiano residente em Portugal José Luíz Tavares é o vencedor da primeira edição do Prémio BCA de Literatura, atribuído em parceria pelo Banco Comercial do Atlântico e pela Academia Cabo-Verdiana de Letras.

O anúncio do vencedor do prémio, no valor de 500 mil escudos (cerca de 4.500 euros), foi feito hoje ao final da tarde na cidade da Praia, numa cerimónia presidida pelo ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente.

José Luiz Tavares conquistou o galardão com a obra inédita “Rua antes do Céu”, que assinou sob o pseudónimo Anónimo Africano, numa edição em que estiveram a concurso 33 obras de poesia, prosa poética e romance.

A presidente do júri, Fátima Fernandes, sublinhou que a obra vencedora apresenta “uma poética reveladora de um trabalho e de um dom amadurecidos”.

O autor de “Lisbon Blues”, que é editado pela Abysmo, nasceu a 10 de junho de 1967, no lugar de Chão Bom, concelho do Tarrafal, ilha de Santiago, tendo estudado literatura e filosofia.

Pelo seu primeiro livro publicado, “Paraíso Apagado por um Trovão”, recebeu o Prémio Mário António de Poesia 2004, atribuído pela Fundação Calouste Gulbenkian à melhor obra de autor africano de língua portuguesa e de Timor-Leste.

Além da literatura, colabora regulamente com jornais e revistas de Cabo Verde, Portugal e Brasil.

Durante a cerimónia foi ainda anunciada a alteração do nome do prémio BCA de Literatura para Prémio Corsino Fortes – BCA de Literatura, numa homenagem ao poeta cabo-verdiano autor de “Pão & Fonema” e primeiro presidente da Academia Cabo-Verdiana de Letras, falecido em 2015.

A partir da edição de 2018, o valor do prémio será de um milhão de escudos (cerca de 10 mil euros), foi também revelado.

Prémio BCA de Literatura, instituído pelo Banco Comercial do Atlântico em parceria com a Academia Cabo-Verdiana de Letras, visa “galardoar uma obra inédita de autor cabo-verdiano no domínio da literatura”.

De periodicidade bianual, este prémio está aberto, através de concurso, a todos os cidadãos cabo-verdianos e abrange as modalidades de poesia e prosa literária organizadas em livro de poemas, de contos ou romance, em língua portuguesa ou cabo-verdiana.

CFF // EL

Lusa/Fim

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar