O Benfica, curiosamente, foi a única das quatro equipas que não alinhou com qualquer jogador nascido em Portugal, tendo apenas um português (Eduardo) na ficha de jogo. Pelo contrário, alinhou com nove sul-americanos, cinco dos quais brasileiros. O Chelsea, rival dos encarnados, começou o encontro na Luz com dois portugueses (Paulo Ferreira) e dois brasileiros. Bosingwa haveria de entrar na segunda parte.
O FC Porto e o Braga também já alinharam na Liga dos Campeões com nove sul-americanos no onze titular.
NO APOEL-Real Madrid participaram sete portugueses (Cristiano Ronaldo, Coentrão e Pepe; Paulo Jorge, Nuno Morais, Hélio Pinto e Hélder Sousa, este apenas na segunda parte), ajudando às contas do domínio do português a titularidade de três brasileiros na equipa cipriota.

FONTE: O Jogo