1 March 2021
Professores das principais universidades do Rio de Janeiro discutem esta semana os desafios de ensinar o português como língua estrangeira e as melhorias necessárias em materiais didáticos e exames de proficiência.

Ensino do português como idioma estrangeiro no Brasil

“Temos discutido bastante qual é a imagem do Brasil colocada nesses exames [de proficiêcia], às vezes, com referências muito estereotipadas de carnaval, samba e futebol. Lutamos para que seja colocada uma cultura mais subjetiva”, explicou à Lusa a professora da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), Adriana Guimarães.

Para a professora, que coordena o curso de formação de professores de português como língua estrangeira, os livros didáticos precisam ser adaptados com diálogos que mostrem uma cultura mais subjetiva do país, não apenas para combater o estereótipo, mas também para ajudar os estudantes a aprenderem a reagir e dialogar nas situações do dia a dia.

“A relação entre um cliente que frequenta um bar e um ‘garçon’, por exemplo, o que esse ‘garçon’ espera do cliente, que depois das primeiras vezes, no Brasil, o ‘garçon’ já começa a cumprimentar pelo nome”, observa.

Outra situação comum, segundo a professora, são questões relacionadas com universo empresarial, no qual é comum perceber executivos com dificuldades quando precisam de usar a língua em contextos específicos.

“Um empresário que precisa dar ordens e estudou, pela gramática, que para dar ordens se usa o imperativo, terá dificuldades na hora de pedir um relatório aos funcionários, que esperam um pedido mais no estilo de pergunta, com ‘por favor’ ao final”, destaca a professora.

A PUC-RJ, que recebe o evento, conta com o único curso de formação de professores para o ensino de português como língua estrangeira do Brasil e soma mais de 60 dissertações de mestrado e doutorado nessa área.

Diante da dimensão tomada pelo encontro, que chega à sua décima edição este ano, os organizadores decidiram ampliar as discussões, lançando um seminário com amplitude internacional, que pretende receber professores de português também de universidades estrangeiras.

O Encontro Português de Língua Estrangeira ocorre anualmente no Rio de Janeiro. A previsão é de que a próxima edição seja promovida pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj).

FYRO // APN – Lusa/fim

Foto: LUSA – Cristo Redentor e monte “Pão de Açucar”  vistos da Praia de Copacabana, durante a visita do Papa Francisco ao Brasil. 28 de julho de 2013. EPA/FERNANDO BIZERRA JR

Também poderá gostar

Sem comentários