O presidente da Confederação Empresarial da Comunidade Países de Língua Portuguesa (CE-CPLP), Salimo Abdula, desafiou hoje as grandes empresas do setor do petróleo e gás a “darem trabalho” às Pequenas e Médias Empresas lusófonas.

“A ideia é juntar sinergias. As grandes empresas como a Petrobras, a Galp e a Sonangol têm de ter em mente a responsabilidade social de abranger o mundo lusófono de forma orquestrada para nos posicionarmos no mercado global”, disse o presidente da confederação que representa os interesses dos empresários dos países de língua portuguesa.

“Se nos grandes negócios [no petróleo e no gás] as empresas públicas estão sempre envolvidas e as PME dificilmente conseguem entrar, nos negócios de menor dimensão podem ser mais abrangentes”, disse Salimo Abdula, em declarações à Lusa à margem da apresentação de um conjunto de projetos para assinalar os dez anos da CE-CPLP.

“A ideia é fortalecer as ligações empresariais entre nós, porque quem tem serviços dentro do seu mercado está a dar emprego a um cidadão lusófono, se cada um de nós puder valorizar mais os países de origem da lusofonia, acrescentamos valor ao grupo”, acrescentou.

Questionado pela Lusa sobre se a ideia era privilegiar os fornecedores lusófonos, Salimo Abdula respondeu que “a ideia não é fechar os negócios aos países e empresas fora da lusofonia, mas sim valorizar a língua, para as nossas empresas poderem, em primeira mão, ir buscar estas sinergias, a matéria-prima, a tecnologia, e depois aparecer em grupo no globo de forma mais orquestrada, para termos uma marca CPLP de excelência”.

A apresentação da Marca CPLP, de resto, foi uma das iniciativas apresentadas esta manhã em Lisboa, no âmbito das comemorações do décimo aniversário: “Vamos ser dominadores na economia mundial, já valemos 4, 6% do PIB e podemos chegar aos dois dígitos se valorizarmos os produtos internos e dermos mais valor à comunidade”, defendeu Abdula.

Entre os projetos apresentados, destaque para o Portal Económico que está a ser preparado, o Guia de Negócios da CPLP, que terá informações várias para os investidores que queiram lançar-se em cada um dos países da lusofonia, e o lançamento da Marca CPLP e de um Programa Televisivo Empresarial da CE-CPLP.

Para além destas iniciativas, foram também nomeados o presidente do Conselho Empresarial da CE-CPLP, Gilberto Lima Junior, e o presidente da Comissão Instaladora da Confederação Empresarial dos PALOP, Francisco Viana.

MBA // PJA – Lusa/Fim

Foto: Extraída da comunicação de José Eduardo Sequeira Nunes na Conferência “Promoção e Difusão da Língua Portuguesa”, 11 de abril de 2014, Universidade de Aveiro.

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar