Em declarações à agência Lusa, Marcelo Almeida, secretário-geral adjunto do Fórum Macau em representação dos países de língua portuguesa, afirmou que a reunião na capital chinesa é o “início do debate entre os países de língua portuguesa que integram o Fórum Macau para que sejam traçados objetivos de cooperação multilateral com a China a inserir no quarto plano de ação”.

“Nas conferências ministeriais é definido um plano de ação a três anos e temos de começar agora a trocar ideias e a traçar objetivos que sejam incluídos nesse plano de ação que será aprovado na quarta conferência ministerial a realizar no final do ano”, em Macau, adiantou o diplomata.

O mesmo responsável acrescentou que o encontro na capital chinesa “é preliminar” e vai incluir também a troca de ideias para que seja assinalado o décimo aniversário do Fórum Macau.

O Fórum Macau, cujo nome oficial é Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, foi criado em 2003 pela China para incrementar as trocas comerciais do gigante asiático com os países de expressão portuguesa.

Procura ainda promover outras formas de cooperação bilateral ou multilateral que permitam o reforço da cooperação e da amizade entre Pequim e a lusofonia.

Todos os países de expressão portuguesa integram o Fórum Macau com exceção de São Tomé e Príncipe, que tem relações diplomáticas com Taiwan em detrimento de Pequim, mas o país já participou em diversos encontros como observador.

A expressão mais visível do Fórum Macau é no campo do comércio, tendo as trocas comerciais entre a China e os países de língua portuguesa multiplicado por várias vezes nos últimos anos.

Em outubro de 2003, aquando da primeira reunião ministerial, os dados das trocas comerciais entre a China e os países de língua portuguesa indicavam apenas trocas de cerca de 6.000 milhões de dólares (4.564 milhões de euros ao câmbio atual), números que em 2012 atingiram cerca de 128.500 milhões de dólares (97.751, 4 milhões de euros).

 

JCS // MLL.

Lusa/fim

Foto: Os Embaixadores dos países de língua portuguesa e representantes da China reunidos em Macau, para a quinta reunião ordinária do Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, 1 de fevereiro de 2010, China. CARMO CORREIA / LUSA

Partilhar