Vai finalmente acontecer.
Depois de uma infindável série de complicações exponencialmente multiplicadas pelo Covid (não dá para contar aqui, mas algumas dariam um romance) Domingos Rebêlo vai ter o seu desejo consumado graças em grande parte ao esforço do seu neto Jorge Rebêlo, que foi quem fez a proposta ao New Bedford Whaling Museum.
Infelizmente vai ter cerca de menos vinte quadros do que inicialmente previsto. Um deles, que está na Câmara de Ponta Delgada (foto em destaque) não pôde vir por não caber nos aviões da SATA. Estudou-se a hipótese da TAP. Teria que ir de Ponta Delgada para Lisboa e de lá para Boston porque a TAP não faz PDL-Boston. Mas as dimensões da caixa também ultrapassam as das portas dos aviões da TAP. Outros que constavam da lista inicial de quadros não foram, devido a questiúnculas de família.
O catálogo está pronto e parece-me coisa que se veja, muito embora ainda só tenha a versão eletrónica.
Aqui vai a notícia que anda pelos jornais:
Em anexo seguem duas fotos do quadro que não pode vir por causa do tamanho.
Tirei-as em janeiro, quando estive numa reunião na Câmara de Ponta Delgada por causa da candidatura a Capital Europeia da Cultura 2027. Vai uma segunda foto para dar uma melhor ideia da dimensão do quadro.
Há muita gente não açoriana que desconhece a obra de Domingos Rebêlo. Mas ele era muito conhecido em Lisboa no seu tempo. Já encontrei um quadro dele no Palácio de Vila Viçosa e um dia deparei com um de largas dimensões quase do tamanho da parede de uma pequena sala de jantar durante um almoço no Palácio de Belém. Era um quadro da sua fase modernista. Fiz fotos mas perdi-as juntamente com um conjunto de uns bons milhares quando um nabo de um técnico me transferiu as fotos de um iPhone para o que acabara de comprar.
The following two tabs change content below.

Onésimo Teotónio Almeida

Onésimo Teotónio Pereira de Almeida - Natural de S. Miguel, Açores, é doutorado em Filosofia pela Brown University em Providemce, Rhode Island (EUA). Nessa mesma universidade é Professor Catedrático no Departamento de Estudos Portugueses e Brasileiros, bem como no Center for the Study of the Early Modern World e no Wayland Collegium for Liberal Learning. Autor de dezenas de livros. Alguns dos mais recentes: Despenteando Parágrafos, A Obsessão da Portugalidade, e O Século dos Prodígios. A ciência no Portugal da Expansão, na área do ensaio. Em escrita criativa: Livro-me do Desassossego, Aventuras de um Nabogador e Quando os Bobos Uivam. Co-dirige as revistas Gávea-Brown, Pessoa Plural e e-Journal of Portuguese History bem como a uma série de livros sobre temática lusófona na Sussex Academic Press, no Reino Unido. É membro da Academia da Marinha, da Academia das Ciências e doutor Honoris Causa pela Universidade de Aveiro.

últimos artigos de Onésimo Teotónio Almeida (ver todos)

Partilhar