Sente o clima da gravação de “Karingana — Licença para contar”, em Maputo, Moçambique, com a participação de Maria Bethânia, do angolano José Eduardo Agualusa e do moçambicano Mia Couto.

O documentário mostra a evolução da língua portuguesa e sua interação com as culturas locais nas colônias de Portugal. Bethânia lê poesias de diferentes autores e canta num show em que divide o palco com os dois escritores, veja na foto acima. Antes e durante o espetáculo, eles conversam sobre a relação com a língua num papo delicioso.

O filme, produzido pela CineGroup e dirigido por Monica Monteiro, também traz depoimentos de estudiosos, e será exibido no Festival do Rio, em outubro. “Karingana”, você sabia?, é a palavra que integrantes de tribos moçambicanas dizem antes de contar uma história.

Fonte: O Globo

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar