8 March 2021
Uma noite de concertos ao ar livre e gratuitos é a proposta da terceira edição do festival de música organizado pela Conexão Lusófona para o próximo sábado, em Lisboa.

Diversidade lusófona em noite de concertos em Lisboa

Enquadrado na programação autárquica “Bairro Intendente em Festa”, no Largo do Intendente, a data não foi escolhida por acaso, confirmou à Lusa Laura Vidal, presidente da organização, explicando que a ideia foi chamar a atenção para vários acontecimentos, sendo o mais óbvio o da independência de Cabo Verde, que se assinala no mesmo dia 5 de julho, mas também os 40 anos do 25 de Abril e os 800 anos da língua portuguesa.

O evento vai juntar no mesmo palco novos talentos e nomes já consagrados da música lusófona, como os portugueses António Zambujo e Paulo de Carvalho, a cabo-verdiana Lura ou o angolano Paulo Flores.

“A cultura lusófona está muito bem do ponto de vista daquilo que é a produção”, observa Laura Vidal. Mas ainda falta “conhecimento mútuo” e, portanto, não é raro que um artista com uma carreira consolidada num dos países lusófonos não seja sequer conhecido nos restantes.

“A circulação da informação, nomeadamente dos bens culturais, está longe de estar no seu estado ideal”, considera a presidente da Conexão Lusófona, referindo que “há uma nova geração a produzir coisas muito interessantes”.

Stewart Sukuma, Patche di Rima, Projecto Kaya, Calema, Couple Coffee e Laloran Tasi Timor são outros dos nomes que vão atuar na terceira edição do festival.

“O que é importante (…) é misturar em palco diferentes artistas, de diferentes gerações, de diferentes países, e também intercetar diferentes públicos”, resume Laura Vidal. O objetivo do festival é “dar a conhecer a música lusófona” e “fazer com que ela seja mais conhecida por todas as pessoas que fazem parte desta comunidade”, frisa.

Pela primeira vez, os concertos vão realizar-se ao ar livre e com entrada gratuita, graças a uma parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, e a organização espera receber entre quatro e cinco mil pessoas.

“É do nosso interesse fazer chegar esta mensagem da lusofonia ao maior número de pessoas possível. Pareceu-nos que, numa praça pública, com entrada livre, conseguiríamos atingir mais facilmente esse objetivo. Decidimos que o Largo do Intendente, que a câmara está a tentar dinamizar, seria o local ideal”, explicou Laura Vidal.

Os concertos de sábado começarão logo após o jogo das 21:00 para o Mundial de Futebol, que será transmitido no Largo do Intendente, e durarão cerca de hora e meia, seguindo-se animação com DJ.

SBR // JMR – Lusa/fim


Fotos LUSA:

– Caetano Veloso em concerto no Coliseu de Lisboa. 19/06/2002. FOTO MARTA VITORINO / LUSA

– Concerto da banda portuguesa RESISTÊNCIA. 25639

Também poderá gostar

Sem comentários