Lisboa, 26 abr 2021 (Lusa) – O Dia Mundial da Língua Portuguesa, que se comemora em 05 de maio, vai ser assinalado em 44 países com mais de 150 atividades, foi hoje anunciado em Lisboa.

Coordenadas pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua (IC), as comemorações decorrerão “em todas as regiões do mundo” e abrangem as dimensões geográfica, da investigação, de tradução, da ligação a outras artes e de mobilização das populações “num conjunto de mais de 150 atividades em 44 países” explicou, em conferência de imprensa, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

Com uma agenda que inclui conferências, colóquios, concertos, concursos literários e de poesia e iniciativas académicas, o segundo Dia Mundial da Língua Portuguesa vai decorrer em formato misto presencial e virtual e irá também refletir sobre a pandemia.

O Dia Mundial da Língua Portuguesa contará ainda com uma sessão comemorativa em formato presencial, a partir de Lisboa, que irá celebrar a “projeção global” de uma “língua que é dos moçambicanos, dos brasileiros, dos angolanos, dos são-tomenses, dos guineenses, dos cabo-verdianos e dos timorenses” disse.

“No próximo dia 05 de maio, em todas as grandes regiões do mundo, na África como nas Américas, na Ásia e Oceânia como na Europa e no Médio Oriente e Norte da África haverá iniciativas em torno da língua portuguesa”, acrescentou Santos Silva.

Segundo o ministro, Espanha, Alemanha, Estados Unidos, China, Itália e Moçambique serão os países com mais atividades comemorativas do Dia Mundial da Língua Portuguesa.

“O português em Portugal está hoje muito enriquecido com os fluxos e os contributos que falantes de português em outras variedades, residindo em Portugal, vão dando à variedade europeia da língua portuguesa, como também a língua depende dos usos literários e está constantemente a ser recriada pelos seus escritores, artistas, cineastas, atores e intérpretes”, disse.

Por isso, as comemorações pretendem mostrar além da projeção global da língua, a natureza multifacetada dos seus usos.

Neste contexto, Santos Silva destacou a realização de colóquios, conferências, exposições e semanas da língua na Alemanha, Argentina e Finlândia, bem como a publicação de obras portuguesas em mandarim, na China, e de uma edição bilingue da obra de Ilse Rosa, na Alemanha.

Apontou a inauguração de uma exposição de artistas lusófonos na Alemanha e a exibição do filme Pedro e Inês, de António Ferreira, com uma mesa-redonda de discussão sobre o filme e com a presença do realizador na Sérvia.

O chefe da diplomacia sublinhou ainda o facto de muitas das atividades do programa não “serem realizadas apenas por portugueses” e envolverem missões diplomáticas de outros países, bem como institutos e redes culturais desses países, nomeadamente a Rede Brasil Cultural.

Santos Silva considerou ainda “muito importante” a componente do programa de mobilização das pessoas para o uso da língua, dando como exemplo, a realização, em Angola, do concurso #escreveumpoemacamoes, que desafia as pessoas a escreverem ou declamarem um poema em língua portuguesa divulgando-o nas redes sociais do instituto Camões, e de um concurso literário, em Moçambique, que desafia os estudantes a escreverem “pequenas estórias pandémicas”.

A programação deste ano reedita também a iniciativa do ano passado que envolveu a rede do instituto Camões em que cada aluno ou professor dos departamentos de português no estrangeiro escolhe um espaço exterior, um jardim ou uma praça, para ler um texto em língua portuguesa.

Uma ideia que no ano passado, devido às restrições da pandemia, se limitou às janelas, mas que esta ano, poderá voltar ao espaço exterior em vários sítios, disse Santos Silva.

O programa das comemorações do Dia Mundial da Língua Portuguesa foi apresentado hoje, em Lisboa, numa conferência de imprensa conjunta do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e dos secretários de Estado do Cinema, Audiovisual e Media, Nuno Artur Silva, do Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira, e adjunto e da Educação, João Costa.

O programa de comemorações desta efeméride conta com iniciativas promovidas pelas áreas dos Negócios Estrangeiros, Cultura, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e Educação, em Portugal e está disponível no site do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) proclamou, em 2019, 05 de maio como Dia Mundial da Língua Portuguesa, na sequência da proposta de todos os países lusófonos, apoiada por mais 24 Estados, incluindo países como a Argentina, Chile, Geórgia, Luxemburgo ou Uruguai.

CFF // VM – Lusa/Fim

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva (E), acompanhado pelo secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media, Nuno Artur Silva, apresenta o programa de comemorações do Dia Mundial da Língua Portuguesa numa conferência de imprensa no Palácio das Necessidades em Lisboa, 26 de abril de 2021. TIAGO PETINGA/LUSA

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar