28 February 2021
Foto LUSA: Manifestantes acenam bandeiras chinesas durante um comício de apoio à visita do presidente chinês, Xi Jinping, em Praga, República Checa, 29 de março de 2016. EPA / FILIP SINGER

Datas emblemáticas de um relacionamento multissecular

1513 – Chegada de Jorge Álvares ao sul da China.

1517 – Primeira embaixada europeia à China, enviada pelo rei D. Manuel I e chefiada por Tomé Pires.

1542 – Portugueses estabelecem-se em Liampó (ilha ao largo da atual Ningbo), mas foram expulsos três anos depois.

1557 – Portugueses autorizados a estabelecer-se em Macau.

1569/1570 – “Tratado das Coisas da China”, de Frei Gaspar da Cruz, primeiro livro exclusivamente sobre a China publicado na Europa.

1583/85 – Primeiro dicionário sino-europeu, escrito em português por dois missionários italianos, com a colaboração de intérpretes portugueses e chineses de Macau.

1688 – Tomás Pereira, padre estabelecido em Pequim, participa nas negociações do acordo fronteiriço sino-russo, o primeiro do género estabelecido pela China.

1774 – Félix da Rocha nomeado diretor do Observatório Astronómico de Pequim, o primeiro de cinco padres portugueses que exerceram aquele cargo.

1887 – Tratado de Amizade e Comércio assinado em Pequim, e qualificado mais tarde como “desigual” pelas autoridades chinesas.

1910/11 – No espaço de um ano, Portugal e a China adotam o regime republicano.

1949 – O embaixador de Portugal em Nanjing (capital da República da China), João de Barros Ferreira da Fonseca, e o cônsul-geral em Cantão, José Calvet de Magalhães, advogam o reconhecimento da nova República Popular da China, proclamada pelo Partido Comunista Chinês. A sugestão não foi aceite pelo governo de Lisboa, chefiado por Salazar.

1975 – Portugal corta relações com Taiwan, a ilha onde se refugiou o governo da antiga República da China, e reconhece o governo de Pequim como “o único legitimo representante do povo chinês”.

1979 – Estabelecimento das relações diplomáticas entre Portugal e a República Popular da China. O acordo foi assinado em Paris pelos embaixadores dos dois países em França: António Coimbra Martins e Han Kehua.

1987 – Declaração Conjunta sobre Macau, assinada pelos primeiros-ministros de Portugal e da China, Aníbal Cavaco Silva e Zhao Ziyang, que determina a transferência do território para a administração chinesa no dia 20 de dezembro de 1999.

1999 – Macau torna-se uma Região Administrativa Especial da China, segundo a fórmula adotada um ano e meio antes em Hong Kong, “um país, dois sistemas”. O português mantém o estatuto de língua oficial, ao lado do chinês.

2003 – Criação em Macau do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial China-Países de Língua Portuguesa.

2012 – A China Three Gorges compra 21, 3% do capital da Eletricidade de Portugal (EDP) por 2, 7 mil milhões de euros, tornando-se o maior acionista da empresa. Foi um dos maiores investimentos chineses na Europa.

AC // JMR – Lusa/Fim

Também poderá gostar

Sem comentários