Macau, China, 19 mai (Lusa) – O Curso de Verão de Língua e Cultura Portuguesa da Universidade de Macau, que vai decorrer entre os dias 18 de julho e 05 de agosto, vai exceder o objetivo de 500 alunos traçado para a 30.ª edição.

A informação foi avançada pelo Departamento de Português da Faculdade de Artes e Humanidades da Universidade de Macau, que organiza o curso que visa dar aos participantes de diferentes países uma oportunidade para melhorar habilidades em português ou para começar a aprender a língua.

Até hoje foram contabilizados 275 alunos do exterior, a somar a 90 estudantes locais, mas ainda falta processar mais de 200 inscrições, pelo que o objetivo de 500 alunos traçado para a 30.ª edição vai ser excedido, indicou o Departamento de Português à Lusa.

A maior parte dos inscritos no curso vem da China, seguindo-se Coreia do Sul, Vietname ou Japão. De Timor-Leste vão chegar dois alunos com o apoio da Fundação Oriente.

Em anos anteriores chegaram a ser registadas mais de 500 candidaturas, mas o máximo de admissões, ponderado com base em factores como o contingente de professores ou na capacidade de alojamento e alimentação era bastante inferior, pelo que a seleção deixava de fora um maior número de candidatos.

A título de exemplo, em 2014 candidataram-se mais de 500 estudantes, mas apenas foram admitidos 370.

No ano passado, o curso contou com aproximadamente menos 100 alunos do que em 2014 (270), nomeadamente devido ao surto da Síndrome Respiratória do Médio Oriente na Coreia do Sul.

O Curso de Verão de Língua e Cultura Portuguesa da Universidade de Macau tem cinco níveis, do básico ao superior, e inclui aulas de tradução Português/Chinês para alunos bilingues.

Ao longo de 30 anos, foram formados aproximadamente 6.000 estudantes de todo o mundo, um terço dos quais oriundos de Macau.

DM // PJA – Lusa/Fim
close
Subscreva as nossas informações
Partilhar