3 March 2021
A língua portuguesa, literatura e cultura lusófona começam a ser divulgadas, a partir de hoje, no Cairo, pelo núcleo dos países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). O núcleo é constituído pelos embaixadores de Angola, Brasil, Moçambique e Portugal no Egipto.

Cultura lusófona em divulgação no Cairo

A iniciativa, que se associa às comemorações do dia da língua portuguesa e da cultura da Comunidade, que hoje se assinala, é orientado pelo embaixador angolano, Hendrik Vaal Neto, na qualidade de presidente do núcleo da CPLP naquele país.
Durante as comemorações, cada Estado membro é responsável pela inauguração de uma exposição fotográfica e projecção de imagens sobre o desenvolvimento e o actual momento de cada país. 
Além disso, há a actuação de grupos musicais de Angola, Moçambique e Portugal. 
As comemorações na cidade do Cairo enquadram-se no plano estratégico do Núcleo da CPLP, com o objectivo fundamental de promover a cultura, a literatura e a língua portuguesa nos países da Liga Árabe e reforçar as relações de amizade e de cooperação entre os países membros.  
O núcleo da lusofonia no Egipto, criado em Novembro de 2010, pelos embaixadores Hendrik Vaal Neto, Cesário Metatonio, do Brasil, e Aristides Gonçalves, de Portugal, e José Miguel, ministro conselheiro da embaixada de Moçambique, pretende também contribuir para um maior conhecimento da CPLP.

Duo Canhoto canta no Egipto

O Duo Canhoto, formado por Guilherme Maurício e Antero Ekuikui, encontra-se, desde terça-feira, no Cairo, a convite da embaixada de Angola, para participar nas comemorações do dia da língua portuguesa e da cultura da CPLP, que se assinala hoje.
O duo vai apresentar temas em umbundu, kimbundu e português, privilegiando os géneros tchissossi, da zona Centro e Sul de Angola, e kilapanga e semba, do Norte. 
Antero Ekuikui, um dos elementos do Duo Canhoto, disse, ao nosso jornal, que a deslocação ao Egipto reforça as relações culturais entre os dois países e mostra a evolução, no campo artístico, que Angola teve ao longo dos 35 anos de independência.  
Do repertório do grupo Duo Canhoto, que tem no mercado o disco “Lado Esquerdo”, constam temas “Tereza”, “Akamba”, “Onjo Sikuete”, “Omboio”, “Ongeya”, “Cântico Sofrido”, “Sara” e “Instrumental”. Os músicos vão igualmente interpretar temas como “Colonial”, “Mona Ngambe”, “Muxima” e “Mbirimbi”, do cancioneiro angolano. 
O grupo Duo Canhoto foi formado no dia 5 de Junho de 1985 e já actuou em países como Argélia, Cabo-Verde, China, Índia, Japão, Moçambique, Portugal e São Tome e Príncipe.

 

FONTE: Jornal de Angola

Também poderá gostar

Sem comentários