4 March 2021
O ministro da Educação, Nuno Crato, anunciou hoje em Paris a assinatura de um acordo entre Portugal e a UNESCO para a construção do Centro Internacional de Lisboa para as ciências fundamentais no espaço da lusofonia.

Criação de centro de ciências

“Este centro é sobretudo uma plataforma para a coordenação de projetos de investigação entre países da CPLP”, explicou o ministro, na Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

O centro, com sede em Lisboa, vai funcionar em coordenação com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). O orçamento compreende “uma parte de contribuição substancial em géneros, ou seja, em bolsas” e uma “parte mínima para funcionamento”, referiu Nuno Crato.

A Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) financia o projeto, que vai contar com o apoio da UNESCO, sobretudo ao nível técnico.

“O que é importante é as bolsas que se distribuem e os projetos que se ajuda a funcionar e que pretende integrar projetos que de outra forma teriam valências dispersas”, acrescentou.

O primeiro projeto coordenado pelo novo centro é o programa de doutoramentos e mestrados em Ciências da Vida, em colaboração com o Instituto Gulbenkian de Ciência “que tem já garantidas bolsas, tanto da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), como a CNPQ, que é a FCT brasileira”.

O projeto irá reunir os bolsistas, provenientes dos países da CPLP, em Cabo Verde, onde vai ter lugar o programa.

O ministro da Educação explicou que “Portugal e Brasil entenderam-se para financiar bolseiros de países diferentes da CPLP para se encontrarem em Cabo Verde, e aí terem aulas e todo o programa de doutoramento e mestrado, com base, sobretudo, no instituto Gulbenkian de Ciências”.

Nuno Crato assina no sábado o acordo entre Portugal e a UNESCO para o estabelecimento do Centro Internacional de Lisboa.

A criação deste centro foi objeto de um memorando de entendimento entre a FCT e a CPLP, que apoiará a instalação e as atividades do centro através do seu secretariado executivo, e foi aprovada pela Assembleia Geral da UNESCO em novembro de 2011.

O ministro participará também em dois encontros bilaterais com os seus homólogos de Cabo Verde e de Angola, onde serão abordados assuntos referentes à cooperação com esses países.

O ministro da Educação e Ciência representou Portugal na 37.ª Sessão da Conferência Geral da UNESCO, que teve início a 05 de novembro e termina no próximo dia 20, em Paris.

TYG // VM – Lusa/Fim

Foto: O ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, explica aos alunos da Escola Secundária André Gouveia os passos para a construção de um relógio de sol, no âmbito do Programa Escola Solidária. em Évora, 30 de maio de 2012. NUNO VEIGA/LUSA

 

Artigo relacionado:

Também poderá gostar

Sem comentários