A CPLP aprovou hoje a criação de um canal televisivo na Internet, que permitirá a transmissão das suas reuniões, declarou o diretor de cooperação da entidade lusófona, Manuel Lapão.

A nova plataforma de comunicação, segundo Lapão, terá um “servidor de grande débito” para que as televisões e as agências de informação possam “retirar as imagens e melhor publicitar o que são as nossas atividades”.

O diretor não esclareceu quando o serviço entrará em funcionamento.

A XXVI reunião dos pontos focais de cooperação da CLPL, que junta as unidades responsáveis pela coordenação da cooperação dos Estados-membros no âmbito da Comunidade, decorreu entre a segunda-feira e hoje, em Lisboa.

Na reunião “estiveram as onze entidades executoras de todos os projetos e ações pontuais que a CPLP tem neste momento em curso no âmbito do seu programa indicativo de cooperação”, afirmou.

Lapão sublinhou que foi a primeira vez que houve uma interação entre os pontos focais de cooperação e os secretariados técnicos permanentes das reuniões ministeriais.

“Demos uma resposta à resolução de Maputo que estabeleceu que este diálogo fosse mais fluido”, disse.

O diretor de cooperação da CPLP explicou que foi aprovada ações no domínio da formação em recursos hídricos e aprovada a 5.ª edição da escola de jovens líderes da CPLP.

“Demos continuidade a um projeto sobre agricultura urbana sustentável, que decorria na cidade de Maputo e que nós agora alargámos ao norte de Moçambique, na cidade de Nampula”, acrescentou.

“Numa lógica mais política, houve um primeiro debate sobre a apresentação de uma agenda concertada da CPLP em relação ao pós-2015 da agenda do desenvolvimento (em referência aos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio da ONU), numa reunião de alto nível que terá lugar nas Nações Unidas, em setembro”, disse.

De acordo com Lapão, durante a reunião foram lançados os novos portais eletrónicos da CPLP, sobre o trabalho infantil, a inspeção do trabalho, e a segurança alimentar e nutricional.

O diretor-geral da CPLP, Hélder Vaz, apresentou o resultado da última reunião sobre a estrutura dos planos de ação para o comércio, promoção do investimento e financiamento.

Manuel Lapão disse que foi pedida a ajuda dos pontos focais da cooperação para o desenvolvimento destes programas, que ainda não foram implementados.

Esta foi a primeira reunião dos pontos focais da cooperação sob a presidência moçambicana da CPLP.

CSR // PJA

Lusa/fim

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar