8 March 2021
Corrida "Juntos Contra a Fome!"

CPLP propõe realização da corrida “Juntos Contra a Fome” em Cabo Verde

Praia, 15 dez (Lusa) – A Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) propôs a realização da terceira edição da corrida “Juntos contra a Fome” em Cabo Verde, para angariar fundos que servirão para financiar projetos de segurança alimentar e nutricional no arquipélago.

A informação foi avançada hoje à agência Lusa pelo diretor de cooperação da CPLP, Manuel Lapão, indicando que fez a proposta à ministra do Desenvolvimento Rural, Eva Ortet, durante um encontro segunda-feira com a governante cabo-verdiana.

“A proposta que trouxemos à ministra Eva Ortet é a possibilidade de se verem as condições em Cabo Verde para se realizar uma edição da corrida no país, cujos recursos dela resultantes seriam aplicados no segundo projeto destinado a Cabo Verde”, reforçou Manuel Lapão.

A corrida “Juntos contra a Fome” é uma iniciativa desenvolvida em parceria pela CPLP e pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Inserida no âmbito da campanha com o mesmo nome, a iniciativa foi lançada em 2014 durante a presidência moçambicana da CPLP e desde então tem desenvolvido diversas atividades nos diferentes Estados-membros da comunidade.

“É uma proposta que deixamos para estudo da senhora ministra que estará agora em análise e da parte do secretariado executivo da CPLP a disponibilidade que trouxemos foi de trazer toda a metodologia que já foi aplicada nas edições em Portugal e em Moçambique, para que seja mais fácil a Cabo Verde organizar esta iniciativa”, referiu.

O diretor de cooperação da CPLP indicou que Cabo Verde já realizou “algumas atividades”, como um concerto da Mayra Andrade na Assembleia Nacional do país, tal como Moçambique e Portugal, que organizaram uma corrida cada.

“A corrida é uma iniciativa que visa capitalizar o interesse da sociedade civil para os temas da alimentação e da nutrição no âmbito da nossa comunidade, gerando recursos com as inscrições que depois revertem para os projetos que a campanha aprovou”, salientou o responsável.

Em Cabo Verde, informou Manuel Lapão, a campanha aprovou três projetos na área se segurança alimentar a nutricional, sendo que o primeiro deles já foi financiado, com recursos dos cerca de 20 mil euros angariados na corrida realizada em Portugal.

Há também projetos a serem financiados na Guiné-Bissau. A corrida deste ano permitiu angariar recursos para um projeto em São Tomé e Príncipe, acrescentou.

Questionado pela Lusa se há preferência para realizar a corrida na cidade da Praia, Manuel Lapão disse que a decisão é da esfera da competência de Cabo Verde, que também irá definir a data para o evento.

“Habitualmente, as corridas têm acontecido nas capitais dos países, mas se houver a decisão de fazer numa outra ilha, numa outra cidade, isso pode ser relevante. Por exemplo, a capital cultural do país é tradicionalmente Mindelo, que acolhe este tipo de iniciativas, mas é uma decisão que compete às autoridades de Cabo Verde”, explicou, garantindo que a CPLP vai ajudar “onde quer que seja” para a corrida ser “um sucesso”.

Quanto ao Governo cabo-verdiano, Manuel Lapão disse que a recetividade foi “muito boa” e que há um “compromisso muito grande” por parte do Ministério do Desenvolvimento Rural (MDR) com o tema da segurança alimentar e nutricional.

“Prova disso é que o país estive presente na recente reunião do comité de segurança alimentar da CPLP que teve lugar em Díli, Timor-Leste. O envolvimento e a participação de Cabo Verde são muito elevado e efetivo nesta matéria”, concluiu.

RYPE // EL – Lusa/FimJuntos Contra a Fome

 

Também poderá gostar

Sem comentários