27 February 2021
As prioridades da cooperação lusófona são o tema do II Congresso da Cidadania Lusófona, que hoje se realiza na Sociedade de Geografia de Lisboa.

Congresso em Lisboa discute cooperação lusófona

O primeiro painel, marcado para as 10:00, vai refletir sobre a “lusofonia no século XXI”, contando com cinco oradores: o professor Adriano Moreira; Ana Paula Laborinho, presidente do Instituto Camões; Gilvan Müller, diretor do Instituto Internacional de Língua Portuguesa; Guilherme d’ Oliveira Martins, presidente do Centro Nacional de Cultura; e Vítor Ramalho, secretário-geral da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa.

Durante a tarde, representantes dos oito membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), dos territórios de Macau e Malaca e também da Guiné Equatorial, país candidato à adesão à organização lusófona, e da região espanhola da Galiza vão debater as prioridades na cooperação lusófona.

O último painel, às 18:00, vai discutir “o mar como prioridade estratégica”, com a presença de Manuel Pinto Abreu, secretário de Estado do Mar.

A iniciativa, coordenada pelo Movimento Internacional Lusófono e pela Sphaera Mundi – Museu do Mundo, no âmbito da Plataforma Ativa da Sociedade Civil, incluiu ainda a entrega do prémio “Personalidade Lusófona 2013”.

SBR // APN – Lusa/fim

Conheça o Programa

Também poderá gostar

Sem comentários