3 March 2021
O comércio entre a China e os países lusófonos acelerou 50% nos primeiros 11 meses do ano, face a igual período de 2009, totalizando 63 mil milhões de euros.

Comércio entre China e países lusófonos cresce 50% até Novembro

As estatísticas dos Serviços de Alfândega da China indicam que o país comprou entre Janeiro e Novembro deste ano aos oito países de língua portuguesa produtos no valor total de 56, 7 mil milhões de dólares (42, 6 mil milhões de euros) contra vendas aos mesmos países de 26, 6 mil milhões de dólares (20 mil milhões de euros).

 

Estes números traduzem aumentos homólogos nas importações chinesas de 45% e nas exportações da China de 60%.

O Brasil é o principal parceiro lusófono da China com um volume de trocas comerciais de 56, 7 mil milhões de dólares (43 mil milhões de euros), mais 47% do que entre Janeiro e Novembro de 2009.

As exportações da China para o Brasil totalizaram 21, 9 mil milhões de dólares (16 mil milhões de euros), mais 78%, enquanto as importações atingiram 34, 6 mil milhões de dólares (26 mil milhões de euros), mais 32, 8% face a 2009.

Com Angola, o segundo parceiro entre os países de língua portuguesa, as trocas comerciais atingiram 23 mil milhões de dólares (17 mil milhões de euros), mais 57, 8% do que nos primeiros onze meses de 2009. As compras chinesas fixaram-se em 21 mil milhões de dólares (16 mil milhões de euros), o que reflecte um aumento superior a 70%, ao passo que as vendas totalizaram 1, 86 mil milhões de dólares (1, 3 mil milhões de euros), menos 14%.

Para Portugal, o terceiro parceiro comercial da China, seguiram mercadorias chinesas no valor de 2, 26 mil milhões de dólares (1, 6 mil milhões de euros) contra compras chinesas de 681 milhões de dólares (512 milhões de euros), valores que traduzem aumentos de 32, 4% e 60, 7%, respectivamente.

Até Novembro, as trocas comerciais entre Portugal e a China ascenderam a 2, 9 mil milhões de dólares (2, 2 mil milhões de euros), mais 38% do que em igual período de 2009.

Só em Novembro, as trocas comerciais entre a China e a lusofonia atingiram 8, 3 mil milhões de dólares (6, 2 mil milhões de euros), o que representa um aumento de 21% face a Outubro, com as importações da China a atingirem 5, 7 mil milhões de dólares (4, 2 mil milhões de euros) e as exportações a acumularem 2, 6 mil milhões de dólares (1, 9 mil milhões de euros).

Em 2003, a China estabeleceu Macau como a sua plataforma para o reforço da cooperação económica e comercial com a lusofonia.

 

Económico com Lusa

 

FONTE: Económico

 

Imagem

Também poderá gostar

Sem comentários