3 March 2021
Que países produzem documentos em Português? Representantes de oito países que falam o Português produzem o documento "Carta de Guaramiranga"

Colóquio quer vocabulário comum

Estimular uma maior representatividade da Língua Portuguesa na Internet, de modo a contemplar a diversidade linguística encontrada na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), respeitando as singularidades culturais dos povos, é uma das principais recomendações da Carta de Guaramiranga. A proposta é o documento conclusivo do 1º Colóquio Internacional sobre a Língua Portuguesa na Internet e no Mundo Digital, evento internacional realizado nesta semana entre Fortaleza, Redenção e Guaramiranga. A carta pautará as discussões na 2ª Conferência Internacional Sobre o Futuro do Português no Sistema Mundial, em Portugal no próximo mês de outubro. Os principais especialistas internacionais em Língua Portuguesa estiveram no Ceará falando também sobre a necessidade de um novo vocabulário de convergência entre os oito países que falam Português.
Para que, por exemplo, o Português de Moçambique possa ser entendido pelo brasileiro, vice-versa. “O Português é atualmente a quinta língua com mais utilizadores da Internet, mas tem um índice de produtividade (número de produtores de conteúdos por falante) inferior ao das outras línguas mais usadas”, reclama a Carta. Ler o artigo completo (Diário do Nordeste)

 

Na foto:

Professor e diretor do Funred, Daniel Pimienta, foi um dos palestrantes do 1º Colóquio Internacional da Língua Portuguesa, que se encerrou, ontem, no Maciço do Baturité, sendo elaborada a Carta de Guaramiranga

 

Artigo relacionado: Carta de Guaramiranga

Também poderá gostar

Um comentário
  • Colóquio quer vocabulário comum | AICL Colóquios da Lusofonia
    14 Março 2016 at 20:00 -

    […] Fonte: Colóquio quer vocabulário comum […]